Nome, sexo ou peso: tudo serve para apostar na família real

Filho de William e Kate nasce já em Abril. Nas casas e sites de apostas a inclinação é para uma menina. Há também quem tente acertar no peso, no nome e no comprimento da criança.

Texto de Alexandra Silva | Fotografia Shutterstock

Em julho de 2013, nascia o primeiro filho de William e Kate Middleton. George foi o nome escolhido para o herdeiro ao trono e fez-se muito dinheiro à conta dessa decisão. Nas casas (e sites) de apostas lideravam – na altura – George, James e Arthur. E, segundo a CNN, movimentaram-se mais de 1,8 milhões de dólares.

Mas não só do nome se fazem as apostas. O sexo, o peso e o comprimento também servem para entreter os que investem na sorte.

«As apostas com nomes de bebés podem começar mesmo antes de a gravidez ser confirmada. Por exemplo, podem apostar já no nome, sexo e ano de nascimento do primeiro filho de Harry e Meghan.»

Em setembro, Kate e William voltaram a anunciar que haverá mais um membro da família real britânica. Espera-se que nasça já em abril. As apostas voltaram e Katie Bayles, relações públicas da Betfair – um site de apostas – em Londres, explicou à Vanity Fair o funcionamento deste tipo de atividade.

«As apostas com nomes de bebés podem começar mesmo antes da gravidez ser confirmada. Por exemplo, podem apostar já no nome, sexo e ano de nascimento do primeiro filho de Harry e Meghan mesmo que nada tenha sido confirmado», começou por explicar Bayles.

Os nomes mais votados indicam que os apostadores acreditam que o terceiro filho de William e Kate poderá ser uma menina. Mary, Alice e Victoria são os nomes que lideram no ranking das apostas da Betfair.

Até que se saiba para quando o primeiro filho da atriz norte-americana, as apostas recaem mais sobre o nome do terceiro filho de Kate.

Segundo a mesma relações públicas, os nomes mais votados indicam que os apostadores acreditam que o terceiro filho de William e Kate poderá ser uma menina. Mary, Alice e Victoria são os nomes que lideram no ranking das apostas da Betfair.

Tudo isto, sem qualquer informação oficial sobre o tema, sendo que, por vezes, explica Katie Bayles, os apostadores seguem pistas como a cor que Kate tem vestido mais, bem como os brinquedos que têm sido oferecidos pelos amigos do casal para tentarem a sua sorte. «Basicamente, os apostadores utilizam tudo para tentarem adivinhar o sexo do bebé», sublinhou.

Questionada sobre o ritmo das apostas, Katie Bayles esclarece: quanto mais próximo da data do nascimento, mais há. «A família real costuma confirmar o sexo do bebé sem revelar o nome, na altura do nascimento, sendo que nesse período podemos ver um aumento das apostas», prosseguiu.

A questão do sexo do terceiro bebé real é uma incógnita também para os pais. De acordo com a revista norte-americana Glamour, nem William nem Kate quiseram saber o género da criança.

Sobre o processo, a responsável da Betfair indica que há uma lista com várias nomes e que os apostadores têm apenas que selecionar o nome que acham ser o certo e colocar quanto vão querer apostar. Quando confirmado o nome «recebem os ganhos da aposta» aqueles que acertaram.

A questão do sexo do terceiro bebé real é uma incógnita também para os pais. De acordo com a revista norte-americana Glamour, nem William nem Kate quiseram saber o género da criança.

No entanto, o mistério não é novidade na família real. De acordo com o Telegraph, é tradição não ser revelado o sexo da criança antes do nascimento. Ainda assim, pensa-se que Diana tenha desfeito a incógnita das duas vezes em que engravidou.

Lembre-se que William e Kate são casados desde 29 de Abril de 2011 e – fruto do matrimónio – têm já dois filhos: George (com quatro anos de idade) e Charlotte (com apenas dois).

Conheça melhor a história do casal na fotogaleria.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.