OPINIÃO

Beleza sem maquilhagem

A tendência #nomakeup está a ganhar cada vez mais seguidoras.

Nas semanas da moda internacionais, a tendência já se notou. A maquilhagem mais discreta (ou mesmo a sua ausência) está a ganhar adeptas, sobretudo desde que Alicia Keys chamou a atenção para o assunto. Mas para abdicar dos pós mágicos que escondem imperfeições é preciso ter uma pele bem tratada.

A discussão sobre o excesso de uso de maquilhagem não é nova, mas ganhou um novo alento quando, na final da Liga dos Campeões de 2016, em Milão, Alicia Keys decidiu atuar sem maquilhagem, deixando bem visíveis as imperfeições da sua pele. A escolha criou bastante frenesim, tendo levado a cantora a escrever uma carta aberta no site da atriz Lena Dunham, em que a vencedora de quinze Grammys condena o facto de as mulheres «sofrerem uma lavagem cerebral para sentirem que têm de ser magras, ou sexy, ou desejáveis, ou perfeitas. O estereótipo que é passado constantemente em todos os meios faz-nos sentir que ter um tamanho de roupa normal não é normal».

Esta tomada de posição contra as pressões feitas sobre a imagem das mulheres tornou-se ainda maior quando, por sugestão da fotógrafa Paola Kudacki, Alicia posou sem maquilhagem para a capa do seu último disco. Foi depois desta reviravolta que a cantora decidiu não voltar a usar maquilhagem e lançou a hashtag #nomakeup, que já conta com mais de 13 milhões de publicações de mulheres sem maquilhagem. Alicia aboliu por completo o uso de maquilhagem optando por mostrar sempre o seu rosto ao natural e tornando-se uma celebridade com uma posição mais radical em relação a este tema.

Há mais figuras públicas a defender esta opção para elas. Gwyneth Paltrow costuma publicar na sua conta de Instagram várias fotografias de cara lavada, com rugas e uma pele nua. Cameron Diaz, outra adepta da vida saudável, revela as suas «imperfeições», tendo lançado em abril do ano passado o livro The Longevity Book, cuja capa é um retrato seu sem maquilhagem. Adele aderiu à tendência deixando de parte o seu famoso eyeliner em várias fotografias publicadas na conta de Instagram. O calendário Pirelli de 2017 também retrata mulheres com pouca maquilhagem, incluindo Helen Mirren, que, com 71 anos, revela as suas rugas sem retoques. Peter Lindbergh, o fotógrafo escolhido para dar vida à edição deste ano, disse à Vogue americana que a sua intenção era «enviar uma contramensagem ao falso ideal de beleza da indústria».

A grande tendência de beleza neste momento é ter um look natural. O mais importante é ter um aspeto saudável e revelar a nossa personalidade e as imperfeições sem medos. Esta moda nasce da obsessão por um estilo de vida saudável, com uma alimentação equilibrada e tendencialmente mais vegetariana, da moda dos superalimentos, dos planos detox e da prática de desporto. A proximidade com a natureza, e a preocupação cada vez maior com o corpo e consequentemente com o que aplicamos na pele, levou a indústria da beleza a criar cosméticos mais naturais e a tornar a maquilhagem mais leve.

DIZER NÃO À MAQUILHAGEM NÃO SIGNIFICA DIZER NÃO AOS CREMES
Aspeto saudável com uma pele luminosa e sem imperfeições – essa é a preocupação do momento. Conhecer o nosso tipo de pele e escolher uma rotina adequada é fundamental para aderir à tendência #nomakeup. Maite Tuset, a responsável ibérica pela maquilhagem M.A.C, explica como conseguir uma tez perfeita: «É importante limpar e hidratar o rosto antes de aplicar a base de maquilhagem (pós, corretores, bases fluidas). E é fundamental saber qual é o nosso tipo de pele e usar o produto adequado.
Só assim conseguimos um aspeto saudável e luminoso. Devemos ser inteligentes e usar o corretor apenas nas zonas que precisamos de retificar.» [Veja produtos para o cuidado da pele na fotogaleria]

 

Margarida Brito Paes
Fotografia Shutterstok e D.R.