OPINIÃO

Samuel Úria: o regresso aos concertos em Lisboa

Samuel Úria volta aos palcos lisboetas, no próximo dia 27 de maio, para o concerto de comemoração de um ano do álbum Carga de Ombro.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de Leonardo Negrão / Global Imagens

Considerado como um dos grandes cantautores da sua geração, Samuel Úria sobe ao palco do Tivoli BBVa, um ano depois do lançamento do terceiro álbum de estúdio Carga de Ombro.

No próximo dia 27, o músico e os seus convidados especiais – Ana Moura, Golden Slumbers, Manuela Azevedo e Miguel Ferreira – juntam-se para tocar neste que é o regresso aos grandes concertos.

«Durante este intervalo de tempo, as canções não morreram, muito pelo contrário. Ganharam vida, amadureceram», garante o cantor. O álbum, que foi bastante elogiado pela crítica, continua a dar frutos até hoje. O vídeo de animação da música É preciso que eu diminua, que contou com a parceria de Pedro Serrazina, ganhou um prémio de animação Festival Monstra de Animação 2017.

Para Samuel, este é também – e sobretudo – «um encontro de amigos». «Nunca poderia tocar com pessoas que não fossem minhas amigas. O que acontece comigo, e tenho muita sorte, é que os meus amigos são também do melhor que temos na produção musical em Portugal».

É neste clima de companheirismo que o cantor sobe ao palco do Tivoli, no último fim de semana de maio. Ficam ainda por desvendar algumas surpresas preparadas pelo músico «que vão surpreender toda a gente, com certeza».

 

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.