Bancos e comissões pelos principais serviços

(Foto: Pexels)

O "Consultório de Finanças Pessoais" desta semana, por Carina Meireles.

O meu banco vai passar a cobrar pelas comissões de manutenção de conta e por algumas operações bancárias. Há alguma instituição que não cobre comissões pelos principais serviços?
Filipa Neiva, Alcobaça

Todos os anos, os bancos aumentam as comissões bancários, por isso, devemos estar atentos. Esta atenção significa acompanhar o mercado e explorar as diversas opções, porque grande parte dos bancos com agências físicas cobram despesas de comissão de gestão de conta com tendência a aumentar de ano para ano.

Existem alternativas no mercado que podem e devem ser exploradas, como a conta digital Unibanco, sem despesas e de fácil gestão, onde pode ter um cartão virtual pré-pago ideal para a gestão do orçamento mensal, porque só gasta se lá tiver dinheiro. Tem toda a flexibilidade, comodidade e simplicidade, dado ser uma conta 100% digital. De forma rápida e fácil, pode ter uma conta que lhe permite domiciliar ordenado e despesas (débitos diretos), colocar um valor de parte numa poupança, etc..

Outra opção é o ActivoBank, onde também não tem comissões por grande parte dos serviços, faz uma gestão fácil da sua conta digital com a app e consegue ter um leque de outros serviços, como crédito à habitação, cartões, soluções de investimento, entre outros.

Também o OpenBank não tem comissão de manutenção de conta e alguns serviços gratuitos, no entanto, analise bem se o que a conta tem incluído vai ao encontro do que procura.

Grande parte dos bancos online permite ter contas sem despesas, só precisamos de analisar qual será a mais vantajosa. Normalmente as contas digitais sem despesas acabam por ter os produtos associados como cartões e transferências sem custos também, por isso, analise tudo muito bem para poupar dinheiro porque não adianta não pagar a comissão de gestão de conta e ter de pagar uma anuidade do cartão à parte, por exemplo.

Todas as despesas são importantes e devem ser acompanhadas e avaliadas com regularidade para que haja um controlo no orçamento, dado que os custos com os bancos ou financeiras, se não controlados, podem significar uma fatia representativa na nossa gestão financeira.

Carina Meireles, especialista em finanças pessoais e empresariais

*A NM tem um espaço para questões dos leitores nas áreas de Direito, Jardinagem, Saúde e Finanças pessoais. As perguntas para o Consultório devem ser enviadas para o email [email protected]