OPINIÃO

Tony Carreira não está sozinho. 10 casos de (alegado) plágio musical

Tony Carreira foi acusado pelo Ministério Público de plágio. Mas o mais popular dos cantores portugueses está longe de ser o único a ter de defender a originalidade do seu trabalho enquanto sentado no banco dos réus.

Tony Carreira foi acusado pelo Ministério Público de plagiar onze temas em colaboração com o compositor Ricardo Landum. Mas o mais popular dos cantores portugueses – que já se defendeu em comunicado – está longe de ser o único a ter de defender a originalidade do seu trabalho enquanto sentado no banco dos réus.

Na história da música não faltam exemplos de alguns consagrados que foram acusados de copiar músicas e até letras de colegas menos conhecidos. Em tribunal já houve quem assumisse a culpa, quem chegasse a acordo no recato das salas privadas e quem tivesse de acrescentar nomes à lista dos autores de alguns dos seus maiores sucessos. Conhece a Surfin USA, dos Beach Boys, certo? Já reparou que Chuck Berry aparece nos créditos?

Albert Hammond Jr. Vs Radiohead

Sem Creep, os Radiohead teriam chegado onde chegaram, ao topo dos cartazes dos festivais e das tabelas de vendas? Talvez. Certo é que o single de Pablo Honey, disco lançado em 1993, não lhes trouxe só milhões, mas também alguma polémica. Albert Hammond Jr. and Mike Hazlewood, dos Hollies, processaram a banda pelas semelhanças com The Air That I Breathe, lançada em 1972. Resultado: hoje fazem parte dos créditos da música mais conhecida da banda de Thom Yorke.

 

Chuck Berry Vs Beach Boys

Lançada como single em 1963, Surfin’ USA, rapidamente se tornou num dos maiores sucessos da banda dos irmãos Wilson. Na hora do lançamento, Brian surgia como o único autor da música. Três anos depois Chuck Berry passou a ser incluído nos créditos – ganhando direito aos respetivos direitos de autor – e o diferendo ficou sanado.

 

Vanilla Ice Vs Queen

Vanilla Ice resistiu até ao fim. Argumentou que a batida não era igual, que era única, que afinal o seu único sucesso, Ice Ice Baby, não tinha sido copiado de Under Pressure, o single lançado entre os Queen e David Bowie em 1981. Naturalmente, em tribunal tanto os Queen como David Bowie ganharam dinheiro aos seus créditos. O mundo nunca conseguiu identificar as diferenças de que Vanilla Ice tanto falava.

Tente descobrir as diferenças.

 

Tom Petty Vs The Strokes

Em 2001, foi Last Nite o single que fez dos Strokes estrelas de rock. Pouco depois, chegaram as primeiras dúvidas – teria sido copiada de American Girl, original de Tom Petty? «Levaram a American Girl e vi uma entrevista deles em que o admitiam. Fez-me rir alto e pensar, bom para vocês. Não me incomoda», disse o cantor em entrevista à Rolling Stone. Cinco anos depois, Petty viu-se envolvido na mesma polémica com outra banda e outro single de sucesso, Dani California, dos Red Hot Chilli Peppers, que muitos consideraram demasiado próximo de Mari Jane’s Last Dance. Petty também não processou.

 

Marvin Gaye Vs Robin Tickle

Foram precisos mais de 7 milhões de dólares para fazer a família de Marvin Gaye abandonar o processo movido contra Robin Thickle em 2014, ano em que colocou o mundo a dançar ao som de Blurred Lines. Tudo para compensar as (grandes) semelhanças com Got to Give You Up, de 1977.

 

 

The Chiffons Vs George Harrison

Um Beatle tem credibilidade à prova de bala. Ou, então, nem por isso. George Harrison já carregava o estatuto de Fab Four, a carreira estava feita e o estatuto de super estrela mais que assegurado. O problema chegou com My Sweet Lord, lançada em 1970, no disco All Things Must Pass. Aos tribunais chegou pouco depois quando o autor de He’s so Fine, interpretado pelas Chiffons em 1963, protestou pelas demasiadas semelhanças. Em tribunal, foi decretado que Harrison tinha «inconscientemente» copiado a música, tendo sido condenado a pagar mais de 1,5 milhões de dólares de indemnização.

 

 

Simple Plan vs Green Day

Nem sempre a cópia é feita pela banda ou músico de maior sucesso. Dos Simple Plan, a história pouco guardará – uma banda de punk pop, do final dos anos 1990, quando o género ainda mantinha alguns seguidores. Hoje, dessa leva, sobrevivem os Green Day, precisamente a banda que os Simple Plan são acusados de ter copiado em 2008 com Your Love is a Lie, single do disco homónimo. Processo em tribunal nunca houve. O motivo? Provavelmente porque nem fica bem aos crocodilos preocuparem-se com lagartixas.

 

 

Willie Dixon Vs Led Zeppelin

Lado a lado com o estatuto de melhor banda de rock da história, os Led Zeppelin carregam consigo a fama terem conseguido mais que um sucesso com base em riffs, melodias e canções alheias. E, para Page e companhia, 1972 foi um ano particularmente agitado. Na ressaca da edição de Led Zeppelin II (1969), chegaram dois processos a tribunal, ambos movidos por Willie Dixon, o discreto autor de alguns dos maiores sucessos dos blues. O tribunal nunca chegou a deliberar se Whole Lotta Love era ou não cópia de You Need Love, cantada por Muddy Waters, ou se em vez de uma homenagem, como defendiam os Zeppelin, Bring it on Home não passava de um plágio do original que Sonny Boy Williamson cantou. Por uma verba nunca revelada, o acordo foi alcançado fora de tribunal e Dixon passou a ter direitos de autor sobre as duas músicas.

Plágio ou inspiração?

 

Joe Satriani Vs Coldplay

Entre 2008, poucos lugares no mundo estavam a salvo de Viva la Vida, o primeiro single dos Coldplay a conseguir o primeiro lugar tanto nas tabelas norte-americanas como em Inglaterra. O problema chegou depois com o processo movido pelo guitarrista Joe Satriani, reclamando que o seu original If I Could Fly (2004) tinha sido copiado pelos britânicos. O processo acabou por ser retirado e o acordo supostamente alcançado em tribunal nunca foi confirmado ou os seus valores conhecidos.

 

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.