Há cada vez mais casais a dormir em camas separadas (e isso pode ser bom)

Pode parecer exagerado mas não é. Dormir com outra pessoa pode revelar-se um desafio e diminuir significamente as horas de sono. A verdade é que, para os casais, dormir em camas separadas pode beneficiar não só a saúde como, acima de tudo, a relação.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de Shutterstock

Há uma coisa que todos temos em comum. Quando dormimos pouco, o cansaço ressente-se no estado físico e mental. Ficamos mais cansados, abusamos do café, é mais difícil a concentração, comemos mal, temos menos paciência para quem nos rodeia.

Estas consequências são bem visíveis no trabalho, nas atividades lúdicas e, sobretudo, nas relações. Chegar a casa cansado e sem vontade de fazer nada, inclusive passar tempo de qualidade com o parceiro, pode significar, a longo prazo, um afastamento mútuo.

Problemas do dia-a-dia ou ansiedade são apontados como os fatores determinantes para noites mal dormidas. Mas não só. Partilhar a cama com outra pessoa pode significar um constrangimento significativo na relação.

Tomar a decisão de dormir em camas separadas, ou mesmo quartos, pode trazer benefícios para o casal. Segundo a Fundação Nacional do Sono, no Reino Unido, um em cada quatro casais já dorme separado. Apesar de ser a minoria, a verdade é que já é uma realidade para muita gente e há benefícios psicológicos que advém da situação. Estes são apenas quatro.

MELHORA O HUMOR

Nem toda a gente é igual e mesmo que tenha uma relação harmoniosa, a verdade é que os hábitos de sono podem ser muito diferentes. Porque ressonam, porque se mexem muito ou porque têm horários diferentes, a presença da outra pessoa nem sempre é sinónimo de conforto e serenidade. Acordar a meio da noite ou dormir poucas horas pode resultar em acordar irritado e numa discussão entre ambos. Dormir em camas separadas pode eliminar esta irritabilidade e tornar as manhãs mais agradáveis.

AUMENTA O DESEJO SEXUAL

Partilhar a cama com o parceiro pode torná-lo mais preguiçoso na hora de iniciar o sexo, uma vez que está ao seu lado toda a noite, sete dias por semana. Dormir em camas separadas pode reavivar a vontade de quebrar a rotina com mais frequência. Evitar que o sexo se torne aquela uma «obrigação» antes de adormecer pode melhorar substancialmente a sua vida sexual.

MELHORA A SAÚDE MENTAL

Muitas vezes, nem nos apercebemos de como os nossos padrões de sono afetam a saúde mental. Dormir pouco aumenta a irritabilidade e o stress, o que leva a um cansaço permanente nada saudável. Se dormir separados é a solução para que acordem com mais disposição e com a mente descansada, esta é a decisão certa a tomar.

DIMINUI A VONTADE DE DISCUTIR

Se pensar bem, quantas discussões já teve em que o assunto central foi o cansaço, a falta de noites bem dormidas ou o stress causado por essa falta de descanso? Algumas, certamente. Se não encontra um equilíbrio positivo com o seu parceiro que permita aos dois dormir as horas recomendadas, não vale a pena insistir ou ficar frustrado. A solução pode passar por colocarem o bem-estar em primeiro lugar e dormirem separados.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.