Gelados em casa

NM1206_Receitas

Publicidade

É mais fácil do que parece…

Basta ter os ingredientes certos, o tempo e a vontade. Em A Vida Secreta dos Gelados Caseiros (ed. Arte Plural), Rita Nascimento revela mais de quarenta receitas e dicas para enfrentar o verão com sabor.

1. GELADO DE MOUSSE DE LIMA
Doce e ácido ao mesmo tempo, com um sabor meloso típico do leite condensado, mas com a frescura cítrica. 1 lata de leite condensado, 400 ml de natas, 30 g de leite em pó, raspas e sumo de 2 limas.

Num tacho, leve o leite condensado, as natas, o leite em pó e as raspas de lima a lume médio; aqueça até estar prestes a ferver e arrefeça de imediato. Depois de fria, junte o sumo das limas à base e coe toda a mistura, para eliminar eventuais grumos e descartar as raspas de lima. Arrefeça completamente e congele, de preferência numa sorveteira. Leve ao congelador para ganhar consistência.

Dica: este gelado tem um volume grande, pelo que levará mais tempo a congelar. Mesmo que a sorveteira não tenha potência para o congelar totalmente e ainda tiver de o levar ao congelador, o gelado ficará igualmente cremoso.

2. TARTE DE GELADO
Uma base de bolacha crocante e amanteigada, recheada com um gelado cremoso e coberta com molho de chocolate ou com fruta fresca. PARA A BASE: 150 g de bolachas digestivas ou Maria, 60 g de manteiga. PARA MONTAR: cerca de 500 g de gelado de qualquer sabor. PARA DECORAR (opcional): meia receita de molho de chocolate, amêndoas picadas q.b.; raspas de chocolate q.b.

Para a base da tarte: triture as bolachas, reduzindo-as a pó, e junte a manteiga derretida; misture até se assemelhar a areia molhada. Disponha, pressionando, no fundo e nas laterais de uma forma de tarte, alisando com os dedos ou as costas de uma colher para que fique com uma espessura uniforme. Leve ao forno preaquecido a 170° C durante 8 a 10 minutos, até ficar dourada. Retire do forno e deixe arrefecer. Para montar a tarte: sem desenformar, disponha o gelado sobre a base de bolacha; leve ao congelador para endurecer um pouco e ser mais fácil cortar em fatias. Quando servir, pode cobrir com o molho de chocolate, amêndoas picadas e raspas de chocolate.

Nota: as quantidades de gelado para fazer esta sobremesa são orientativas e vão depender do tamanho da forma utilizada. Ajuste-as, se necessário.

3. MINIPAVLOVAS
Originalmente, a pavlova é um disco de merengue coberto com chantilly e fruta fresca, mas esta é uma versão com gelado. É uma sobremesa muito prática porque podem preparar-se todos os componentes antecipadamente e montar apenas na hora de servir. Meia colher de chá de amido de milho, 90 g de açúcar, 2 claras, 1 c. chá de vinagre, gelado q.b., molho a gosto.

Misture bem o amido de milho com o açúcar. Bata as claras em castelo e, quando estas estiverem quase firmes, junte a mistura anterior a pouco e pouco, para fazer um merengue. Quando as claras ficarem bem firmes e brilhantes, junte o vinagre e bata só até incorporar bem. Preaqueça o forno a 150° C durante 10 a 15 minutos. Num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal, faça três montes com o merengue e, com as costas de uma colher, dê a forma de círculo, fazendo uma ligeira concavidade no centro de cada um, como se fosse um ninho. Reduza a temperatura do forno para 120 ° C e coza as pavlovas durante 40 minutos; decorrido esse tempo, desligue o forno, mas deixe‑as no interior até arrefecerem por completo. Sirva as pavlovas com uma generosa bola de gelado e cobertas de molho.

4. GELADO DE COCO TOSTADO
Quando se tosta coco, este fica com um sabor caramelizado muito suave (e um cheiro delicioso), que dá um pouco mais de graça ao gelado. 50 g de coco ralado, 400 ml de leite de coco, 100 g de açúcar, 40 g de leite em pó.

Num tacho ou numa frigideira, leve o coco ralado a lume brando, mexendo sempre até que comece a ganhar um tom dourado uniforme; retire do lume imediatamente para o coco não queimar. Junte todos os ingredientes num tacho e leve a lume médio, mexendo para não pegar até o creme estar prestes a ferver (ou atingir 80° C). Assim que atingir este ponto, desligue o lume. Arrefeça completamente e congele, de preferência, numa sorveteira.

Dica: se preferir um gelado com uma textura completamente lisa, sem se sentir o coco, coe antes de congelar.