OPINIÃO

A mais nova da Harley Davidson

Sim, eles também fazem motos destas, só não lhes chamam café racers. A Harley Davidson Roadster é um hino ao estilo, produzido por uma marca com 115 anos que é muito mais do que um fabricante de motos. Na verdade, quando se compra uma Harley, compra-se isso mesmo: um estilo de vida. Dos pés à cabeça, por dentro e em cima das duas rodas. [Peças para um look Harley Davidson em fotogaleria]

Texto e fotografias Fernando Marques

A atração é tão forte que todos os apreciadores de motos querem um pedaço da liberdade que é montar uma Harley e escolher uma estrada sem destino. Foi isso que fizeram Peter Fonda e Dennis Hopper em 1969, quando gravaram Easy Rider, que haveria de imortalizar as Harley no cinema.

Ao longo da história, a sétima arte continuou a oferecer-nos o sonho em formato de duas rodas das motos fabricadas em Milwaukee, nos EUA. Em Exterminador Implacável 2 (1991), o modelo Softail Fat Boy teve tanto protagonismo como Arnold Schwarzenegger. Em Pulp Fiction (1994), Maria de Medeiros e Bruce Willis têm um dos melhores diálogos do filme em cima de uma FXR Super Glide de 1986.

Este ano, a Harley lançou a Roadster e o aspeto costumizado não passa despercebido na estrada. O motor evolution de 1202cc vibra, e muito.

Este ano, a Harley lançou a Roadster e o aspeto costumizado não passa despercebido na estrada. O motor evolution de 1202cc vibra, e muito, e continua a ser refrigerado a ar, mas tem agora injeção eletrónica para ajudar a cumprir a regulamentação europeia de poluição Euro4. O som que sai dos belíssimos escapes curtos parece um pouco abafado, fruto dos silenciadores. Em andamento temos muita força disponível, podemos andar em quinta velocidade nas três mil rotações e rolar acima dos 70 km/h, velocidade ideal para gozar a moto e a paisagem.

O conforto está ainda garantido pelos amortecedores traseiros e pela forquilha invertida na frente. Em conjunto com o guiador baixo, até parece que estamos aos comandos de uma desportiva, demonstrando uma agilidade muito além do que os 259 quilos fazem prever. Nada disto importa sem segurança. Para isso há dois discos à frente e um atrás com duplo pistão, e ABS para podermos parar sem percalços os pneus Dunlop criados para este modelo.

A Harley Davidson aposta na tradição, uma vez que já sofreu nas vendas a desaprovação dos clientes quando tentou criar motos diferentes do seu ADN. Mas o mercado é global e é preciso apelar a novos clientes e novas gerações, lançando modelos como esta Roadster, com o seu motor evolution com cabeças e cilindros de alumínio, injeção eletrónica sequencial e pequenos detalhes como o pisca que desfaz automaticamente e o mostrador LCD com um sensor que muda a intensidade da informação consoante a luminosidade. Detalhes que mostram como a marca continua fiel às origens, mas de forma inovadora.

  • GOSTÁMOS
    A estética, leveza e conforto em andamento, integração do ecrã lcd e analógico, os piscas que desfazem automaticamente, a gama de acessórios disponíveis para personalização.
  • NÃO GOSTÁMOS
    A largura dos poisa-pés e os protetores que ocultam a beleza dos escapes.

Harley Davidson Roadster

B.I.

MOTOR: bicilíndrico em V com 1202 cc refrigerado a ar.
TRAVÕES: disco único atrás, duplo disco na frente ambos com duplo pistão, e ABS
TRANSMISSÃO: 5 velocidades
BINÁRIO: 96 nm
PESO: 259 kg

A Notícias Magazine agradece ao Custom Café e ao modelo Miguel Madeira.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.