Avatar

Traves-mestras

Algo mudou em mim. Foi uma mudança profunda, es­trutural. Como um pilar que estava periclitante, à espera de con­serto. Agora,…...
Avatar

Histórias de agora

Gosto de olhar para fotografias antigas. Ver como eram as pessoas, as roupas, os costumes. A maior parte das vezes,…...
Avatar

Assisti a um roubo e fui cúmplice

Passei férias com gralhas. Quem leu José Eduardo Agualusa sabe, pois, que estive em Goa. A partir do segundo dia…...
Avatar

Procuras e achados

Não costumo fazer balanços de fim de ano e resolu­ções de ano novo. Sempre senti que os ciclos não se…...
Avatar

A pontaria da sinonímia

Há sinónimos que deveriam ser desclassificados porque, pa­recendo serem a mesma coisa, não o são. Aliás, se as palavras são…...
Avatar

Um dia descubro-me célebre

Há meses, estive na Coreia do Sul com um grupo de jornalistas de vários países. Reparei que a minha intérprete,…...
Avatar

Exercícios obrigatórios

Este Natal? Neste Natal, queria empatia. Muitas vezes, em entrevistas, perguntam-me qual a minha palavra favorita. Hesi­to, porque há tantas…...
Avatar

Um lema vital

“Quando morrer vou deitada, quando morrer vou dei­tada”, penso, para comigo e repito-o, incessantemente, como um mantra. Podia ser o…...
Avatar

Contra o silêncio, tagarelar

Palavra de uma faladora inveterada em recuperação. Falar é bom, falar demais pode não ser. As coisas infelizes que já…...
Avatar

Confortavelmente desconfortável

Gosto de me sentir confortável, mas preciso de me sentir inquieta. A contradição persegue-me desde que me lembro: o desejo…...