Três anos após deixar o carro na oficina, voltou para o levantar

Quando chegou à oficina, a dona do carro deparou-se com o automóvel sem várias peças

Passado tanto tempo sem receber notícias da oficina, a mulher foi pessoalmente verificar o que se passava com o seu carro.

Uma mulher de 28 anos, natural de Indaial, Vale do Itajaí, no estado brasileiro de Santa Catarina, entrou em desespero três anos após ter deixado o seu carro numa oficina.

Segundo a queixa apresentada à Polícia, que a seu pedido se dirigiu ao local do “crime”, o dono do estabelecimento que lhe prometeu pintar o carro após um adiantamento de 500 reais (cerca de 84 euros) andava sempre a dar desculpas para não lhe entregar o veículo.

Cansada, dirigiu-se finalmente à oficina. Quando lá chegou, deparou-se com o automóvel sem várias peças, como rodas e pára-choques. O homem, toxicodependente, admitiu à Polícia ter vendido partes do carro para comprar droga. E assumiu ainda que, por receio da reação da dona do automóvel, inventava histórias para que ela não fosse buscar o carro. Agora pode apanhar quatro anos de prisão.