Susana Romana

O novo aeroporto, as burlas “olá, pai; olá, mãe” e os primeiros debates para as europeias

Rubrica "Partida, largada, fugida", de Susana Romana.

1

E parece que é desta: o Governo de Luís Montenegro decidiu a localização do novo aeroporto. Será no Campo de Tiro de Alcochete. Há alguma ironia em ser num campo de tiro e ter sido decidido por um governo que é capaz de não sobreviver até ao final do ano.

2

Muitos se lembrarão da mítica frase do então ministro Mário Lino: “Alcochete, jamais!” (assim mesmo em francês). Mas o Mundo dá tantas voltas que neste momento esse aeroporto dá muito jeito exatamente aos franceses que andam a comprar Campo de Ourique e a Foz às postas.

3

O prazo avançado para a execução é de dez anos, mas adivinha-se uma obra longa. Tão longa que quando estiver concluída Sebastião Bugalho já vai ser um idoso que acha a malta nova impreparada para se candidatar a grandes cargos políticos.

4

O nome do aeroporto será Luís de Camões, mas eu sugiro Aeroporto Manoel de Oliveira. Além do cineasta ser um nome incontornável da nossa cultura, homenageia a lentidão de todo este processo.

5

A CNE instou a SIC a assegurar que os programas de entretenimento e humor dão o mesmo tratamento às candidaturas eleitorais, após queixas de exclusão do Chega. O objetivo é o programa do Ricardo Araújo Pereira, mas Ventura foi feito é para o “Vale tudo”, o seu grande mote político.

6

Parte de mim, admito, queria ver lá Tanger Correia. Para o ouvir a dizer que os judeus sabiam do 11 de Setembro e os mórmones sabiam do final da telenovela “Sangue oculto”.

7

A Polícia Judiciária desmantelou uma estrutura que criava milhares de burlas por WhatsApp com a mensagem “olá, pai; olá, mãe”. Foi detido um homem de 38 anos e constituídas arguidas a sua mulher e filha. Acho adorável que um esquema de fraude a familiares seja ele próprio um negócio de família.

8

Ao longo de toda a semana ocorreram os primeiros debates para as europeias. A migração foi um tema quente, o que é irónico tendo em conta que o objetivo de todos os candidatos é exatamente emigrar.

[Artigo publicado originalmente na edição do dia 19 de maio – número 1669 – da “Notícias Magazine”]