Voo regressa a Paris por ter rato a bordo

Após quase cinco horas, os passageiros voltaram a Paris (Foto: Bertrand Guay/AFP)

Voo com destino ao Congo precisou voltar ao Charles de Gaulle pois o roedor poderia ameaçar a segurança e a tranquilidade dos passageiros.

Um voo da Air France, que partiu recentemente da capital francesa com destino ao Congo, viu-se numa inusitada emergência quando os comissários de bordo identificaram a presença de um rato a bordo.

O incidente originou o regresso imediato da aeronave ao Aeroporto Charles de Gaulle, gerando momentos de tensão entre os 323 passageiros. O Boeing 777 entrou em estado de emergência aproximadamente duas horas após descolar, enquanto sobrevoava o norte de África.

A medida, adotada por precaução, visou assegurar a segurança e tranquilidade dos passageiros, considerando os riscos associados à presença de um animal vivo a bordo.

Após quase cinco horas, os passageiros voltaram a Paris e foram encaminhados para um novo aparelho que os levou ao Congo.