Susana Romana

Rui Rio, Abramovich, a guerra e a sexta vaga de covid na China

Rubrica "Partida, largada, fugida", de Susana Romana.

1

Começou ontem a primavera, estação mais propícia a dias soalheiros. Mas da maneira que isto anda, uma pessoa vê uma bola no céu e não sabe se é o Sol, uma tempestade do Saara ou uma ogiva nuclear.

2

Os dias estão notoriamente mais longos – e, por consequência, as noites mais curtas. O que são ótimas notícias para aquelas pessoas que agora passam as noites em claro a ter insónias por causa da guerra e da inflação.

3

Está a ser investigado pelo Ministério Público o rabino que certificou a nacionalidade de Abramovich e lhe permitiu assim ter um passaporte português. Coitado, em apuros porque deu a mão a um oligarca – e este pode ter-lhe enchido a mão de anéis de rubi e pulseiras de diamantes.

4

A guerra na Ucrânia tem estado perigosamente perto de territórios da NATO e da UE, como a Polónia. Se o Putin quer tanto entrar pela Polónia, tem de escolher: ou mete um bigode à Hitler ou inscreve-se para ir para lá fazer Erasmus.

5

Na China vive-se uma sexta vaga de covid e algumas cidades já confinaram. Mas estas sequelas são como as do “Sozinho em casa”: do 2 para a frente, já ninguém quer saber.

6

Rui Rio está com covid. Barack Obama também. Finalmente o líder do PSD tem alguma coisa que o aproxima de um grande estadista.

7

O Governo anda a lançar medidas para minimizar a subida dos preços dos combustíveis. Eu acho que a melhor solução era deixar-nos usar o espólio do Museu dos Coches.

8

Com a guerra, podem também faltar alimentos como pão, massa e óleo. Mas, como diria Maria Antonieta, eles que comam palmiers, risoto e azeite trufado.