Cochonilhas, bichinhos brancos que são tudo menos pacíficos

As cochonilhas são pequenos bichinhos brancos, com formato oval (Foto: Pexels)

O "Consultório de Jardinagem" desta semana, por Sofia Manuel.

Algumas das minhas plantas têm uma espécie de algodãozinho debaixo das folhas e nos caules. Já limpei, mas volta e meia aparece de novo. O que é?
Renata, pergunta recebida por email

Soem todos os alarmes que o apocalipse antiplanta chegou. O que a leitora descreve por “algodãozinho” é uma das pragas mais comuns que pode atormentar as nossas plantas, a cochonilha. Chega lentamente, de forma sorrateira e, normalmente, quando damos por ela já está bem desenvolvida e instalada. Como identificar este pequeno diabrete?

As cochonilhas são pequenos bichinhos brancos, com formato oval, que normalmente se encontram debaixo das folhas e caules. Produzem uma camada cerosa que se assemelha a algodão, que usam para se manterem bem hidratados e protegidos do ar seco envolvente. Fofinho certo? Não! Sugam rapidamente a seiva às nossas plantas, deixando-as a definhar. Portanto, se a sua planta tiver pequeninos pedaços de algodão, mesmo que não veja o bichinho, pode acreditar que sim, é cochonilha camuflada.

Então, vou sugerir-lhe duas formas para acabar com estas destruidoras de flora, recorrendo a coisas que, de certeza, tem na sua casa:

– Cotonete/pincel embebido em álcool: Dê um ligeiro toque com a ponta do cotonete/pincel no bicho. Instantaneamente a camada cerosa é destruída e a cochonilha morre. Sem dúvida um jogo de paciência, mas muito eficaz.

– Uma solução de sabão e água. Pois é, podemos criar o nosso inseticida caseiro misturando um litro de água com 20 gramas de sabão (aconselho muito o tão típico sabão azul e branco). Basta ralar o sabão e dissolver lentamente na água. Depois é só borrifar a planta uma vez por semana até não haver mais sinais da bicheza. Esta misturinha atua também na camada cerosa do bichinho provocando a sua desidratação.

Agora chegou o momento da notícia dramática: a cochonilha de que falamos aqui é conhecida como cochonilha farinhenta, ou seja, existem mais tipos que podem atacar as nossas plantinhas, mas deixemos este tema para outro consultório.

Sofia Manuel, designer de jardins e autora de “A Tripeirinha”

*A NM tem um espaço para questões dos leitores nas áreas de Direito, Jardinagem, Saúde e Finanças pessoais. As perguntas para o Consultório devem ser enviadas para o email [email protected]