Chapéu, o presente de eleição

(Foto: Pexels)

Série “Peaky Blinders” da Netflix está a influenciar a procura de boinas para homem, mas há chapéus para todos os estilos. A preferência vai para modelos que se podem dobrar e guardar no saco.

“Chapéus há muitos…”, dizia Vasco Santana no clássico do cinema português “Canção de Lisboa” e, embora não o fizesse para promover o artigo, a verdade é que não falta por onde escolher nas lojas da atualidade. Na Casa dos Neves, bem no coração da baixa do Porto, o responsável Pedro Neves aponta o boné como o artigo “mais procurado”. Isto porque “encontrar o chapéu ideal para oferecer é mais arriscado”.

Habituado a atender todo o tipo de clientes, Pedro Neves diz que os “modelos de copa plana” são os que têm mais saída, pois “são mais clássicos”. Pelo mesmo motivo, os padrões são discretos, aquilo que designa por “falsos lisos, como o tweed”. A característica privilegiada é a flexibilidade, ou seja, “bonés que se possam dobrar e guardar no saco, pois são um objeto que se perde muito”.

Atrás do balcão, Pedro Neves não tem dúvidas de que “o boné é um acessório de moda e presente de eleição”, notando que tem havido “uma grande procura por boinas com botão por causa da série da Netflix ‘Peaky Blinders’”. Os mafiosos dos anos 1950 da ficção inspiram o público, conferindo charme britânico aos visuais masculinos.

No que respeita a chapéus, os Fedora estão sempre em voga e são sinónimo de elegância, mas não combinam com qualquer estilo. Intemporais e agora muito voga, são os “bucket hats”, os famosos chapéus de pescador que a moda desviou para a cidade, principalmente quando chove. Para o frio, os tapa-nucas continuam a ser o melhor aliado.

Stetson Hatteras | Boné de copa plana de lã | 69 euros
Dolce & Gabbana | Boné de copa plana de bombazina | 195 euros
Our Legacy | Bucket hat | 195 euros
Verhunt | Chapéu de caça | 19,95 euros
Herman Headwear | Chapéu Mac Loca | 62 euros
Gucci | Fedora em feltro | 430 euros
Lemonade | Boina Meyer Latte | 36 euros