Welcome to Portugal

A década de 1960 ficou marcada por um crescimento exponencial do turismo em Portugal. Em 1964, ultrapassa-se o milhão de entradas de estrangeiros. A 21 de abril, o Porto acolhe o Dia do Turista, uma iniciativa que se espalha a todo o país.

Texto de Ricardo J. Rodrigues | Fotografia Arquivo JN

Entregas de flores nos hotéis, distribuição de guias nos postos de fronteira, espetáculos de fado e ranchos folclóricos nas principais praças das cidades. Aquela primeira organização do Dia do Turista em solo nacional quase caía por terra devido ao mês chuvoso de abril.

Mas, a 21, o sol espreitou e o país veio para a rua receber os estrangeiros. Vários municípios tinham aceitado o repto do Secretariado Nacional de Informação – o organismo de propaganda do regime salazarista. No Porto, o Dia do Turista teve honras de primeira página.

O primeiro ano em que Portugal ultrapassou o milhão de entradas de estrangeiros foi o de 1964.

«O Porto foi invadido por ornamentações tipicamente portuguesas e, dentro de muros, desfilavam as bandeiras de muitos países», lia-se na edição do Jornal de Notícias desse
dia. «Foram distribuídos uns saquinhos com vinho do Porto, conservas de sardinha, café e um boneco de Barcelos, rematado o invólucro com uma flor de romaria.» Os transportes públicos recebiam os forasteiros do regime salazarista. No Porto, o Dia do Turista teve honras de primeira página.

«O Porto foi invadido por ornamentações tipicamente portuguesas e, dentro de muros, desfilavam as bandeiras de muitos países», lia-se na edição do Jornal de Notícias desse dia. «Foram distribuídos uns saquinhos com vinho do Porto, conservas de sardinha, café e um boneco de Barcelos, rematado o invólucro com uma flor de romaria.»

Os transportes públicos recebiam os forasteiros com saudações de boas-vindas em todas as línguas. Num país fechado, percebia-se o impacto que o turismo podia ter na economia.

O primeiro ano em que Portugal ultrapassou o milhão de entradas de estrangeiros foi o de 1964. Oito anos antes, o país tinha criado o Fundo de Turismo – o que levara à criação de zonas balneares e melhoria da infraestrutura hoteleira. Abriam os primeiros resorts, o Algarve massificava-se, tal como a Madeira. Há meio século, também houve um boom de turismo.

ESTRANGEIROS
1,1 milhão de turistas entraram no país em 1964. No início da década, eram 511 mil. Em quatro anos, os turistas duplicaram.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.