OPINIÃO

«The Portuguese»: um musical para turista ver

Estreia este sábado, 13 de janeiro, a primeira comédia musical 'The Portuguese', dedicada aos turistas. Totalmente em inglês, o espetáculo promete revisitar a história de Portugal, sem esquecer a sátira e a boa música. Amália, Fernando Pessoa, Luis de Camões, entre outros, dão as boas-vindas a quem for ver o espetáculo. E o público português também é bem-vindo.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de Paulo Spranger/Global Imagens

Que Portugal foi invadido por uma vaga de turistas não é novidade para ninguém. Nos últimos anos – sobretudo 2017 – o nosso país (com destaque para Lisboa) tornou-se um dos destinos mais procurados da Europa, ganhando inclusive vários prémios neste setor.

Esta é, portanto, a melhor altura para apresentar um espetáculo que explique os portugueses e a sua história a quem vem de fora. Está dado o mote para a comédia musical The Portuguese, que estreia este sábado, 13 de janeiro, no Auditório dos Oceanos do Casino de Lisboa. O espetáculo começou a ser pensado há dois anos, quando ainda não se previa este boom.

Um casal de estrangeiros chega a Lisboa e embarca numa aventura pela cidade, onde figuras marcantes vão contando os episódios históricos mais importantes.

A ideia surgiu quando se aperceberam que não ainda havia nenhuma apresentação com este propósito. A explicação é dada pela atriz Ana Brito e Cunha, que assume a direção artística: «Há imensas coisas para ver quando vamos a Londres ou Paris ou outras cidades e em Portugal não há. Os estrangeiros chegam e querem ver coisas e não há essa oferta. Então, se não existe, vamos fazer!»

Um casal de estrangeiros chega a Lisboa e embarca numa aventura pela cidade de Lisboa, onde figuras marcantes vão contando os episódios históricos mais importantes. Fernando Pessoa, Amália Rodrigues ou Luís de Camões dão as boas-vindas aos visitantes e cantam os feitos portugueses.

Filipe Homem Fonseca e Rui Cardoso Martins aceitaram o convite para escrever uma peça que falasse da herança portuguesa em tom satírico. Cardoso Martins (jornalista, guinista do Contra-Informação, fundador das Produções Fictícias ou autor da peça António e Maria) estreou-se no género e confessa estar satisfeito com o resultado final. «Temos muito bons atores, excelentes cantores, um cenário moderno, e espero que o enredo agrade ao público. É uma história com princípio, meio e fim.»

Para Rui Cardoso Martins, esta é «uma comédia musical inspirada na Broadway. Com influência da revista quando esta tinha piada.»

As casas de fado em Alfama, as caravelas no rio Tejo ou o aeroporto são os cenários recriados na LED wall que substitui o habitual cenário. Uma ideia de Ana Brito e Cunha para dar um toque atual ao espetáculo. Para Cardoso Martins, esta é «uma comédia musical inspirada na Broadway. Com influência da revista quando esta tinha piada.»

Com uma história tão rica, terá ficado alguma personagem de fora? «Falta uma das histórias mais bonitas, de Pedro e Inês, mas como iríamos transformar esta tragédia em humor?», confessa Rui Cardoso Martins. Mesmo assim, há um jogo de póquer entre Salazar e James Bond. Quem irá ganhar?

The Portuguese estará no ar às terças, quintas e sábados, às 18h30, no Auditório dos Oceanos do Casino de Lisboa. Bilhetes à venda em locais habituais.

 

 

 

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.