Sexo: 6 conselhos que sempre nos deram e devemos ignorar imediatamente

Começa tudo pelo facto de não haver uma fórmula que sirva para todos em matéria de sexo, apesar de muita gente disparar conselhos a torto e a direito. Porém, se alguns são inofensivos, outros podem fazer mais mal do que bem ao casal.

Texto NM | Fotografias da Shutterstock

SE NÃO APETECE, HÁ QUE FORÇAR

É um conselho péssimo por variadíssimas razões, a começar pela de que se o sexo é algo que se faz a dois, então convém que ambos queiram fazê-lo, em vez de se insistir só porque é suposto, esperando que o corpo responda em automático. Ao forçar o ato, irá de certeza associá-lo a desconforto e falta de conexão. O mesmo vale para o outro: nunca obrigue ninguém ao que quer que seja.

CONVERSA DE ALMOFADA AJUDA SEMPRE

Sim, os especialistas garantem que comunicar abertamente sobre a relação e a qualidade do sexo é primordial para garantir o entendimento entre o casal e melhorar a performance. E sim, é verdade que boa conversa de almofada pode melhorar a intimidade e o sentimento de união. Porém, não sabendo como o outro vai reagir àquilo que tem para lhe dizer, mais vale conversarem fora do quarto, e de preferência não imediatamente após o sexo, para não associarem o espaço a negatividade e crítica.

MUITOS ORGASMOS É QUE É

Sexo: é esta a posição que as mulheres mais detestam

Não são os únicos momentos de prazer durante o sexo, pelo que não vale a pena passar o ato todo a pensar se é desta que vai atingi-lo, e como, e quando, e quantos mais melhor. Se é certo que o orgasmo é o auge do prazer para ambos, fazer disso uma meta a alcançar dê por onde der não irá fazer com que o atinja mais facilmente. Descontraia. O segredo é entregar-se ao momento e aproveitar as sensações pelo que são, mais do que pelo que imagina que poderiam ser.

SÓ É PRECISO HAVER AMOR

Errado, essa é uma daquelas premissas que só resultam nas histórias da Disney. Por muito amor que exista entre ambos, por mais forte que seja o sentimento que os une, uma relação não deixa de ser feita de dois indivíduos distintos, cada qual com os seus gostos, desejos, vontades, necessidades e outras coisas mais que é preciso conjugar da melhor maneira. No início até pode parecer fácil, já que a paixão ajuda a pôr de lado quaisquer divergências. Mas depois há que trabalhar pelo amor.

FAZ COMO EU FAÇO

Somos todos diferentes uns dos outros, cada casal com sua mania, o que faz com que o sexo seja como os medicamentos: convém não tomar por indicação alheia antes de saber se é o mais indicado para nós. Por muitos conselhos que familiares ou amigos insistam em dar-lhe (e por muito bem-intencionados que sejam), mantenha o foco.

SEXO RESOLVE TUDO

Ai isso é que não resolve, apesar de tantas pessoas parecerem acreditar que sim. A verdade é que sexo é ótimo depois de se fazer as pazes e pode, inclusive, ser a melhor forma de se ligar novamente ao outro quando ambos acabaram de ultrapassar a mágoa da discussão. Fora isso, fazê-lo zangados apenas o tornará parte do conflito e deixará cada um a sentir-se ainda mais vulnerável e sozinho.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.