Maxi Brincos. Quanto maiores, melhores

Texto de Filomena Abreu

Dão nas vistas, claro, até porque também foram feitos para chamar a atenção. Os maxi brincos são exagerados, mas isso não é pecado se se tiver em conta que é neles que se vão concentrar grande parte dos olhos na próxima estação. Com roupas cada vez mais neutras e delicadas, tem de haver algo que rompa a monotonia.

E neste campo não se está em época de contenção. Tudo vale e pena, mesmo quando a orelha é pequena. Dos clássicos aos modernos. De metal ou de madeira. Com missangas, com fios farfalhudos, com correntes a pender, com pérolas. De ouro, prata, bronze. Curtos, mas a causar impacto. Longos, a cair em cascata pelos ombros. Redondos, quadrados, disformes. Em par ou combinados com outros estilos.

O que importa é a aura que conferem a quem os usa. Basta ver as modelos e estrelas destes tempos. Sara Sampaio, Gigi Hadid, Beyoncé, Nicki Minaj, Anitta, Selena Gomez, Ariana Grande – e a lista está longe de terminar. Mas o facto é que são poucas as mulheres que ficam indiferentes aos brincos XXL.

Há um novo crush no que toca aos adereços: os maxi brincos.

Nos últimos desfiles internacionais, marcas como Prada, Versace, Chanel e Dior não deixaram ao acaso os acessórios em grande. E tornou-se claro que há um novo crush no que toca aos adereços: os maxi brincos. E engane-se quem pensa que eles são apresentados de forma convencional. De variadas cores e padrões que dão um toque diferenciador aos looks mais simples, mas também aos mais sofisticados.

Parece contraditório, mas as clássicas argolas voltaram. De uma forma reinventada, até deverão ser o maior ícone desta tendência. Porque assentam bem em qualquer visual, sendo elas básicas, robustas ou até sobrepostas. As pérolas são outras das paixões da próxima estação. Símbolo nato de elegância clássica, podem ser usadas como pêndulos e combinadas com outros materiais, num estilo mais assimétrico.

E, por falar nisso, uma outra tendência é exatamente essa: combinar brincos diferentes. Um de tamanho considerável, outro mais pequeno. A pender pelo pescoço, salientando as belezas mais esguias, ou a ocupar toda a orelha, realçando a face. Os brincos tassel revelaram-se outra escolha ímpar: com franjas compostas por fios ou correntes, dão ao look um toque mais exótico.

E, por fim, há o formato mais tropical, com formas e cores quentes que fazem referência a frutas e a animais. Seja qual for a escolha, o importante é ser arrojado. E com estas sugestões vai ser fácil.