João Galamba: “Admito, talvez seja demasiado procrastinador”

O deputado, de 41 anos, aceitou o desafio da "Notícias Magazine", mas não cai em "vaidades".
Filipa Bernardo/Global Imagens

Vejo bem… 1. Qualidades? Terei algumas, seguramente, mas as nossas qualidades não se veem num espelho. São os outros que as reconhecem em nós. 2. Falar das nossas qualidades, além do referido erro de perspetiva, seria uma forma de vaidade. 3. Isso dá-me uma excelente desculpa para saltar para um tema muito mais adequado à primeira pessoa do singular.

Vejo mal… 1. Sobre os meus defeitos, devo ter menos do que aqueles que os meus críticos me atribuem e mais do que aqueles que eu gostaria de ter. 2. E, admito, talvez seja demasiado procrastinador, o que tem adiado o meu exercício de autoanálise.

Deputado (41 anos)