Inteligência emocional: sabe se a tem?

Segundo Elsa Punset, especialista em educação emocional, é este tipo de inteligência que nos permite identificar e gerir emoções (as nossas e as dos outros), determinando o sucesso de cada um no trabalho e na vida. Isto e muito mais no seu novo Livro das Pequenas Revoluções (ed. Planeta).

Texto NM | Fotografias da Shutterstock

EMOÇÕES

Apesar de todos as experimentarmos, apenas pessoas com elevada inteligência emocional conseguem definir as suas emoções com precisão no momento em que as sentem.

EMPATIA

Gente emocionalmente inteligente é empática, sentindo uma curiosidade natural em relação às pessoas com quem se cruza, pondo-se na sua pele para entendê-las e ajudá-las se necessário.

AUTOCONHECIMENTO

Outra característica é conhecerem muito bem os seus pontos fortes – de que tiram o máximo partido – e os fracos – sem deixarem que estes o detenham. São seguros e capazes de se rirem de si mesmos.

JULGAMENTO

O termo é pesado, mas aqui não tem nada a ver com o sentido bíblico da palavra. É apenas uma forma de dizer que quem tem inteligência emocional sabe ler adequadamente os outros, o que estão a passar e o que pretendem. Depois até sabem agir à altura.

DESAPEGO

Repisar pensamentos negativos é estar a dar-lhes um poder que não queremos que tenham, razão por que as pessoas com inteligência emocional aprendem a escapar dos círculos de negativismo e a melhorarem a sua perspetiva das coisas. Pensamentos não são factos.

PERFEIÇÃO

Se ela não existe, para quê perder tempo a persegui-la? Mais vale aprender com os erros, distanciar-se deles (sem, contudo, perdê-los de vista para referência futura) e encarar o que se segue, contente com o que já alcançou e virá ainda a alcançar.

GRATIDÃO

Pessoas emocionalmente inteligentes pensam com frequência em como são gratas por tudo o que têm de bom, e isso nota-se: além de mais animadas graças à redução de cortisol (a hormona do stress) no organismo, tendem a atrair ainda mais abundância para as suas vidas.

ALEGRIA

Cada um tem direito às suas opiniões, ainda que embatam diretamente nas nossas. Porém gente com inteligência emocional não permite que isso lhe roube a alegria. São eles os criadores da sua própria felicidade, façam os outros o que fizerem, digam o que disserem.

MUDANÇA

Porque a vida é feita de constantes mudanças e porque o medo pode paralisar, pessoas emocionalmente inteligentes sabem fluir com os altos e baixos que lhes vão surgindo, em vez de se aferrarem a marcos do passado.

PERDÃO

O mesmo princípio de fluidez aplica-se a emoções negativas como rancores, raivas, ciúmes, medos: para quê ficar apegado a eles se não lhe fazem bem nenhum? Gente com inteligência emocional sabe que perdoar e libertar-se dessas cargas é fundamental para crescer.

REVOLUÇÕES

O Livro das Pequenas Revoluções de Elsa Punset, especialista em educação emocional que já mudou a vida a mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, contém 250 rituais diários inspiradores e muito simples que lhe vão permitir ativar-se, desligar ou proteger-se de relações tóxicas. Ed. Planeta, 416 páginas, 17,96 euros.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.