Dia Internacional do Ioga: faça uma pausa no trabalho para ser feliz

Vai descobrir músculos que desconhecia e libertar a cabeça de preocupações. Tem uns minutos para experimentar algumas das mais conhecidas posturas de ioga?

Quem já experimentou não tem dúvidas: depois estranhar-se, entranha-se. E se lhe dissermos que o ioga torna os trabalhadores mais concentrados, produtivos e felizes? Acredita? Não há nada como experimentar e esta quinta-feira é o dia indicado: o Dia Internacional do Ioga.

O desafio é simples. Faça uma pausa, livre-se de preocupações e sente-se no chão, com os seus colegas de trabalho, para libertar a cabeça do stress diário. Há cada vez mais empresas rendidas às maravilhas desta modalidade que ensina, entre outras coisas, a respirar corretamente.

E haverá melhor forma de começar ou terminar o dia do que trabalhando a coluna cervical, as pernas, os chakras, inspirando e subindo os braços como quem capta energia com as mãos?

Mas não se assuste. Para experimentar esta prática com mais de cinco mil anos, que vive do equilíbrio entre o corpo e a mente, não precisa de ser um profissional. A modalidade, que surgiu na Índia, alimenta-se de uma linguagem considerada universal, adequada a todos, independentemente da idade ou da profissão.

Por isso, aventure-se nas várias posturas que pode ver a seguir. Depois, o truque é transpor o que se faz no tapete de ioga para a nossa vida. Embora algumas delas possam parecer complicadas, vale a pena experimentar. E porque tudo tem um começo, escolha um lugar sossegado, em casa ou ao ar livre, percorra a galeria e relaxe. Se estiver com dúvidas de que o equilíbrio e a flexibilidade se treinam, deixe-se inspirar pela garra da mais velha professora de ioga em Portugal.

Agora, passemos à ação. Bom Dia Internacional do Ioga.

Dobra para a frente

Esta postura ajuda a trabalhar o equilíbrio e a melhorar a concentração.
Como fazer: com as pernas abertas e os joelhos levemente fletidos, baixe o tronco em direção ao chão. Certifique-se de que a coluna está em linha reta e alinhada com o quadril.

Mesa

O segredo é concentrar toda a força na região abdominal.
Como fazer: com os joelhos apoiados no chão, levante o braço direito para frente e estique a perna esquerda para trás. Tente imaginar uma linha reta entre a mão e o pé.

Prancha

Como fazer: em posição de flexões de braços, mantenha as mãos na direção dos ombros. Empurre os calcanhares para trás e estique as pernas.

Cobra

Ideal para quem precisa de ganhar força e flexibilidade na parte superior das costas.
Como fazer: deite-se de barriga para baixo e coloque as mãos no chão ao lado do peito. Mantenha os pés, as pernas e a barriga ligados ao chão. Alongue as costas com cuidado.

Criança

Eis uma postura reparadora e relaxante, que pode ser realizada num momento de tensão. Como fazer: coloque os joelhos no chão e sente-se sobre os calcanhares. Estique os braços para trás, alinhando-os ao corpo e posicionando a palma das mãos ao lado dos pés.

Guerreiro I

Como em todas as posturas de guerreiro, o importante é trabalhar as áreas do corpo que precisam de ser fortificadas.
Como fazer: dê um passo para trás com o pé esquerdo. Aponte o quadril para a frente e dobre o joelho. Levante os braços e olhe para cima. Respire profundamente.

Árvore

Ajuda a trabalhar a calma, o foco e a concentração.
Como fazer: levante a perna esquerda e apoie a sola do pé na coxa direita. Estique os braços à altura da cabeça, juntando as palmas das mãos. Respire profundamente algumas vezes e inverta a posição das pernas.