Desafio: consegue ficar um mês (ou uns dias, vá) sem reclamar da vida?

Uma vez por outra, reclamar é normal. Mas então as razões de queixa sucedem-se, azedam-nos por dentro, e a prática torna-se cada vez mais repetitiva e tóxica a ponto de nos estragar o sorriso e afastar as pessoas. Se algo o deixa insatisfeito, das duas uma: ou aceita serenamente o que lhe acontece, sem barafustar. Ou então siga estas dicas para parar de dizer mal da vida.

Texto NM | Fotografias da Shutterstock

COMPROMETA-SE

Querer deixar de estar sempre a reclamar é um bom ponto de partida, mas depois há que fazer esse pacto de mudança consigo mesmo e procurar manter o foco, a todo o custo, para obter resultados. Para quê perder tempo com atitudes que não acrescentam nada quando pode usá-lo para parar ativamente de reclamar? É um exercício como outro qualquer, que deve treinar diariamente até se converter num hábito.

PENSE POSITIVO

É uma escolha nossa substituir pensamentos negativos por outros que nos elevem o humor, as experiências, os ensinamentos, as palavras e até a forma como nos relacionamos com o dinheiro – e acredite, esta é das ferramentas mais poderosas que pode usar a seu favor. Pessoas positivas responsabilizam-se sempre pelo que lhes acontece e concentram-se nas coisas ao seu alcance que podem ser melhoradas. Não gastam tempo nem energias com o que não podem mudar no momento.

AGRADEÇA

Este ponto tem também muito a ver com mudança de foco e energia: reclama porque tem contas para pagar? Experimente antes agradecer o facto de poder pagá-las. Reencontra um velho amigo na rua e chega ao trabalho já depois da sua hora de entrada? Sinta-se grato por esse encontro em vez de reclamar pelo atraso com a conversa. Pessoas gratas pelo que têm de bom tendem a atrair ainda mais abundância para as suas vidas. Além de serem mais animadas graças à redução de cortisol (a hormona do stress) no organismo.

FAÇA DIFERENTE

Na vida nada é totalmente preto ou branco, totalmente bom ou mau – tudo depende da leitura que fazemos de determinada situação e de como decidimos agir quando confrontados com ela. O que significa que está ao nosso alcance atribuir-lhe conotações mais positivas, em vez de nos limitarmos a reclamar, e assim melhorar a perspetiva das coisas. Atitudes diferentes dão forçosamente origem a resultados diferentes.

MIME-SE

Pode ser um passeio, um jantar com amigos, um café na praia – ao sentir-se à beira de um ataque de nervos, o importante é fazer algo que o ajude a livrar-se dessa energia negativa que lhe está mesmo a apetecer descarregar na primeira pessoa que lhe aparecer à frente. E depois é fazer por manter esse estado. Reclamar não vai mudar nada, as suas ações sim.

CARPE DIEM

Significa aproveitar o dia no sentido de se apreciar ao máximo os instantes presentes, grato pelo que se tem e encontrando neles a felicidade. Gente que é feliz consigo mesma tem muito menos vontade de reclamar do que quer que seja, já que está mais focada em cultivar esse estado de bem-estar interior e realização pessoal.

EQUILIBRE-SE

Dificilmente vai conseguir ter apenas momentos positivos na sua vida, da mesma forma que os negativos também irão passar depressa. Posto isto, o ideal é encontrar o ponto de equilíbrio que lhe permita ser atingido por algo, ficar um pouco atordoado, refilar um pouco na altura (para descarregar a frustração) e avançar rumo à etapa seguinte sem perder o entusiasmo.

RELATIVIZE

Costuma dizer-se que com os problemas dos outros podemos nós bem, mas se calhar basta-nos levantar um pouco o nariz do próprio umbigo para descobrir que há quem tenha motivos bem mais graves do que os nossos para reclamar da vida. Além de que praguejar continuamente contra rancores, raivas e medos é estar a apegar-se a eles.

RELACIONE-SE BEM

É a ciência que o diz: somos a média das cinco pessoas com quem passamos mais tempo, daí ser tão importante rodearmo-nos de gente otimista, organizada e bem resolvida, que nos queira ver felizes. Na verdade, funcionamos como ímanes: se reclamar de tudo só nos trará companhias derrotistas – a deixarem-nos ainda mais rancorosos e mal-humorados –, o inverso também se aplica.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.