OPINIÃO

Carlão: «O Instagram e o Facebook são montras falseadas das vidas dos outros»

Já foi Pac-Man mas agora quer que lhe chamem Carlão. A solo, iniciou-se com o projeto Algodão, depois os Dias de Raiva, e em 2015 produziu o álbum Quarenta. O zelo pelo conhecimento nunca cessou, e é em casa que continua a adquiri-lo: «ter duas filhas pequenas é um fartote. Aprendemos todos os dias». A família, a par da música, é a melhor forma de combater a fragilidade dos tempos.

Texto de Marcelo Teixeira | Fotografia de Carlos Manuel Martins/Global Imagens

Ficou conhecido como vocalista dos extintos Da Weasel. Pela irreverência, pelos versos e pela identidade em palco, Carlos Nobre facilmente se tornou ídolo de várias gerações e símbolo do hip-hop nacional.

«Ter duas filhas pequenas é um fartote. Aprendemos todos os dias»

Uma vida dedicada à música (e ainda tem só 42 anos) ensinou-lhe que o «esforço e a dedicação são fundamentais numa carreira». A lição para o sucesso passa, em primeiro lugar, pelo trabalho. Abandonou a ideia de miúdo que «tudo gira à volta do talento e inspiração» e pelas palavras de um pintor espanhol explica a motivação: «Picasso disse qualquer coisa como isto: quando a inspiração chegar, espero que me encontre a trabalhar.».

Já foi Pac-Man mas agora quer que lhe chamem Carlão. A solo, iniciou-se com o projeto Algodão, depois os Dias de Raiva, e em 2015 produziu o álbum Quarenta. O zelo pelo conhecimento nunca cessou, e é em casa que continua a adquiri-lo: «ter duas filhas pequenas é um fartote. Aprendemos todos os dias». A família, a par da música, é a melhor forma de combater a fragilidade dos tempos.

Sobre o percurso, tenta não se comparar com outros, porque «quase sempre comparamos o nosso interior com o exterior dessa pessoa». «Não sabemos o que se passa dentro dos outros, por isso os nossos medos, inseguranças e defeitos, que tão bem conhecemos e os outros não nos mostram, não podem entrar nessas contas, senão ficaremos sempre a perder no confronto. Numa altura em que o Instagram e o Facebook são montras falseadas das vidas dos outros, isto importa mais que nunca.»

A vida em números

1993 – Quando tudo começou com os Da Weasel. Editaram cinco álbuns.

2004 – A 18 de novembro desse ano, em Roma, os Da Weasel receberam o galardão de Best Portuguese Act nos MTV Europe Music Awards.

5 – O músico diz não ter ligação com nenhum número em especial, mas neste momento é o cinco, pelo desejado penta do clube do coração, o Benfica.

40 – Em 2015 lançou o primeiro álbum a solo, já como Carlão. Chamou-lhe Quarenta.

2 – O cantor é casado e tem duas filhas.