Calçar sapatos em casa? Um perigo para a saúde

É daqueles que chega a casa e não descalça os sapatos? Fique a saber que está a colocar mais de 400 mil bactérias na sua habitação que lhe podem causar infeções.

Texto de Alexandra Pedro | Fotografia ShutterStock

Não descalçar os sapatos assim que chega a casa já não é só considerado desleixo. De acordo com um novo estudo, andar calçado em casa também pode ser problemático para a saúde. Porquê? O número de bactérias que está a colocar dentro de casa pode ser prejudicial e causar sérias infeções.

O estudo, levado a cabo por Charles Gerba, microbiologista e professor na Universidade do Arizona, indica que um sapato pode conter mais de 421 mil bactérias na parte externa e quase três mil (2.887) no interior. Entre as bactérias mais prejudiciais estão a Escherichia coli, «conhecida por causar infeções intestinais e do trato urinário», ou a Klebsiella pneumoniae, associada a infeções nas feridas e a pneumonias. A Serratia marcescens é outra das bactérias encontradas nos sapatos, que pode causar infeções respiratórias.

“Os micróbios estão à nossa volta e ligam-se às superfícies com as quais entram em contacto”, explicou Michael Loughlin, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nottingham Trent, ao Independent.

No entanto, esclarece, as bactérias encontradas nas solas dos sapatos tem um risco reduzido: «Tudo isto é uma questão de avaliação de risco. E o risco representado pelas bactérias nas solas dos sapatos é muito baixo».

Fique mais preocupado no caso de pisar fezes de animais. De acordo com o especialista, as bactérias fecais podem realmente «prejudicar» a sua saúde, devendo limpar de imediato os sapatos.

A limpeza resulta a 90%

Charles Gerba chegou à conclusão que em apenas duas semanas uns sapatos podem acumular cerca de 440 mil unidades de bactérias. E a solução passa pela limpeza.

«Limpar os sapatos com detergente elimina a existência de bactérias fecais e reduz em 90% as restantes micróbios dos sapatos», pode ler-se no site do jornal britânico, que reforça que as bactérias se podem tornar nocivas caso não faça a limpeza dos seus sapatos regularmente.