Sobrancelhas: o mais natural para a melhor expressão

Texto de Sara Oliveira

“As sobrancelhas do ano querem-se grossas e ao natural”, assegura Tânia Figueiredo, diretora de marketing da Wiñk Portugal, onde a epilação é feita com linha. Uma opinião corroborada por Margarida Terzo, formadora e técnica de estética no Jade Spa (São João da Madeira), que prefere o uso correto da pinça para desenhar o melhor arco.

Há muito que a maioria das mulheres se preocupa com o cabelo, com as unhas e com a cor do batom, mas só nos últimos anos é que as sobrancelhas passaram a ser tidas em conta. E a verdade é que são elas a moldura do olhar e tanto podem valorizá-lo como entristecê-lo.

No entanto, muitas vezes, a tendência é para tirar muitos pelos na epilação da sobrancelha, “pois julga-se que vai favorecer”, mas o efeito é exatamente o contrário, “tornando artificial o olhar e sobrecarregando a expressão”, adverte Margarida, que previne igualmente contra a tentação de fazer a epilação com cera: “Isso está contraindicado pelos oftalmologistas por provocar o descaimento da pálpebra, ou seja, o orbicular, que é o músculo que temos em redor dos olhos.” É um músculo muito sensível e ativo, e o puxão da cera faz com que descaía, podendo provocar problemas cutâneos por ser igualmente uma pele sensível.

Com o lápis à mão
Os ângulos da sobrancelha também têm muito a ver com a nossa estrutura do rosto. “Há um nível onde se deve começar e um nível onde se deve acabar”, explica Margarida Terzo. E a dica não é difícil de seguir. Para começar, “faz-se um ângulo em linha reta ou vertical, colocando-se um lápis no lóbulo do nariz e a incidir no canto do olho”. Isto vai determinar onde a sobrancelha deve começar. Para determinar onde ela deve acabar, “coloca-se desta vez o lápis no canto externo do olho e no nariz. Os resultados variam de rosto para rosto e de olho para olho.”

Margarida Terzo desaconselha ainda “aqueles ângulos quadrados ou demasiados bicudos, pois geram um olhar mecânico, frio e contranatural”. Além disso, no que respeita ao terminar da sobrancelha, “com o avançar da idade deve-se pensar em atenuar o descaimento natural da pálpebra”. Dessa forma, “é necessário tentar tirar o máximo de baixo, e nunca de cima, para levantar o olhar”, completa. A questão é transversal, pois já abundam os homens que também têm estes cuidados.

“Threading” é outra opção
A Wiñk disponibiliza, em vários espaços do país, o serviço de “threading”, uma técnica de depilação ancestral oriunda do Médio e Extremo Oriente que permite, apenas com uma linha de algodão, remover o excesso de pelos nas sobrancelhas (e no resto da face), durando o efeito três a quatro semanas.

A linha é presa entre os dedos, e conforme estes se movimentam, a linha desliza na pele extraindo os pelos em função do resultado pretendido. Diz quem o faz que “é menos doloroso do que a pinça”, mas sabe-se que o limiar de dor é subjetivo. A verdade é que há clientes para ambas as técnicas recomendadas e que comungam do mesmo fim: “sobrancelhas naturais e grossas”, com a modelo e atriz Cara Delevingne tida como referência. No entanto, Tânia Figueiredo sublinha que “não se pode confundir sobrancelhas grossas com sobrancelhas carregadas”.

O interesse por esta temática vem potenciando o aparecimento de outros métodos e até o lançamento de produtos específicos para se obter a sobrancelha perfeita. Atualmente, também se procede ao alisamento de sobrancelhas (permanente), preenchimento com uma duração de semanas com henna, ou correção de qualquer falha de forma semipermanente através da dermopigmentação ou “microblading”.

Caneta vira aliado
É um lápis 4 em 1 em formato de caneta que proporciona, de forma instantânea, sobrancelhas definidas, preenchidas e bem desenhadas. Até há pouco visto somente em canais de YouTube, nas redes sociais e em revistas internacionais, o Brown Contour Pro chegou há poucas semanas às lojas Sephora em Portugal, oferecendo uma aplicação de longa duração e à prova de água.

Tem dois tons. Um realça a sobrancelha, e o outro sublima o arco da sobrancelha, permitindo um desenho rigoroso e preenchido sem grande esforço. O kit custa 35,95 euros e é distribuído pela Benefit Cosmetics, empresa que, no site, disponibiliza a aplicação Brow Try-On, que permite simular o desenho das sobrancelhas sem riscos. O referido kit inclui o Gimme Brow+, um gel volumizador de sobrancelhas que permite dar um toque final sem perder a naturalidade.