Uma casa, vários estilos

Um apartamento para quatro pessoas, em Lisboa, reúne estilos de decoração diferentes com um objetivo comum: conforto para toda a família.

Texto de Ana Patrícia Cardoso

O proprietário deste apartamento T2 é um colecionador de peças de antiquário e o desafio foi bem definido: conjugar as peças da sua coleção num espaço de conforto para toda a família. Sem querer comprometer-se com nenhum estilo em particular, a viagem pelas várias divisões traz-nos ambientes distintos. «A nossa intenção foi precisamente assumir o ecletismo do projeto e variar nas escolhas», explica Ana Proença, uma das designers responsáveis pelo projeto.

A área de convívio da família, com sala de estar e refeições, vive dos tons neutros para as texturas, cortinados, estofos e tapete. O sofá com uma chaise longue foi executado à medida pelo atelier Spacemakers. A separar as duas áreas, foi reaproveitado um sofá Chesterfield em pele camurça em tom castanho escuro. No centro, uma mesa Nogushi de Isamu Noguchi, peça modernista dos anos 1950.

A dupla de designers Ana Proença e Célia Mestre desenharam duas camas sobrepostas, desencontradas, com uma estante para arrumação de livros e brinquedos para o quartos dos filhos gémeos.

Cinza, e preto e dourado foram as cores escolhidas para o quarto principal. Um espelho do estilo barroco, pendurado em cima da cama, salta à vista e é uma das preferidas dos proprietários. Nas mesas de cabeceira, dois candeeiros com base em mármore de Estremoz.

Com papel de parede em padrão tweed cinza, da Designers Guild, o escritório é um espaço assumidamente masculino. A decoração conta com alguns apontamentos como uma segunda chaise longue em pele preta de Le Corbusier e um relógio de parede que faz parte do espólio do casal.

A dupla de designers Ana Proença e Célia Mestre desenharam duas camas sobrepostas, desencontradas, com uma estante para arrumação de livros e brinquedos para o quartos dos filhos gémeos. Ana Proença explica que «o mapa do mundo da Designers Guild, em contraste com as riscas vermelhas no tecido das colchas, deixa muito espaço para a imaginação e exploração».

Projeto: Apartamento T2
Atelier Spacemarkers
Lisboa

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.