Truques incrivelmente simples para pôr o seu filho a dormir

Crianças que resistem a dormir são o pesadelo dos pais, mas existem formas seguras de contornar a situação, garantem os especialistas. É só uma questão de conhecer alguns truques fundamentais para acionar o botão de desligar que todos os miúdos trazem consigo.

Texto NM | Fotografias da Shutterstock

ROTINA DE DORMIR

Os erros mais comuns que os pais cometem face ao sono dos filhos têm a ver com a falta de rotinas, por isso estabeleça uma. Segundo a psicóloga Leonor Baeta Neves, especialista em desenvolvimento infantil, pode incluir um banho quente, uma massagem, uma canção de embalar ou uma história para aquietar a criança antes do sono, de preferência cedo (para lhe permitir dormir o suficiente) e sempre à mesma hora.

NINHO

Assegure-se de que o quarto é um lugar confortável para descansar, com luz suave e temperatura agradável, sem os estímulos fortes da sala (nomeadamente os da televisão, computador e iPad). Porquê o ambiente carinhoso? «As crianças dormem melhor quando e onde se sentem seguras», garante o pediatra Mário Cordeiro.

ABRAÇO

Para o choro típico que começa às duas semanas e termina aos três ou quatro meses de vida, o reputado pediatra norte-americano Harvey Karp aconselha aquilo a que chama «a cura do abraço». Basicamente, consiste em embrulhar o bebé num cobertor com os braços junto ao corpo, fazer chhhh, embalá-lo com vigor e dar-lhe a mama da mãe, o dedo ou a chupeta. Tudo isto combinado num poderoso abraço protetor.

CORAÇÃO

Harvey Karp salienta ainda a importância de se saber voltar o bebé de barriga para baixo e de lado para ativar o reflexo calmante. A isto, acrescente umas palmadinhas nas costas duas a duas (tum-tum, tum-tum) para simular o bater do coração da mãe: além de acalmar, funciona como uma espécie de distração física que os ajuda a sair do choro e a adormecer.

REPETIÇÕES

Movimentos repetitivos permitem fazer transições mais calmantes para o sono, ajudando a criança a “desligar a ficha” de forma progressiva. O repertório inclui festinhas em círculo no topo da cabeça ou até esfregar gentilmente o lóbulo da orelha do seu filho entre os dedos polegar e indicador.

RITMO

Ainda dentro dos movimentos repetitivos, mas a merecerem uma referência à parte pelo grau de conforto que proporcionam, estão as palmadinhas na fralda. Bater ritmicamente no rabinho da criança ajuda a replicar o movimento e a segurança do útero e, por acréscimo, a induzir o sono. Com a vantagem acrescida de também acalmar quem mima.

CLÁSSICO

Funciona quando os filhos são bebés e funciona quando já são mais crescidos, pelo que não há pai que não recorra ao clássico T em momentos de maior aperto: uma massagem passando as pontas dos dedos pela testa, ao longo das pálpebras e na cana do nariz, suave e lentamente. É quase hipnótico.

CAÇA-MONSTROS

Escondem-se dentro dos armários e debaixo das camas das crianças, por isso nada melhor do que criar um falso repelente para afugentá-los. E é tão simples de fazer: encha uma garrafinha com água, dê umas borrifadelas estratégicas nos recantos mais insondáveis do quarto e livre-se dos monstros de vez.

CONFORTO

Se o seu filho acordar a meio da noite e chorar, deixá-lo angustiado não é opção. Dê-lhe um abraço, um beijinho, diga-lhe «boa noite» ou «dorme bem» – este conforto é importante para a criança. Depois saia calmamente do quarto antes de ela voltar a adormecer para não lhe baralhar os padrões de sono.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.