É raro encontrar quem não pense nos gastos, não poupe nos excessos e, ainda assim, chegue ao fim do mês sem dinheiro. O salário mínimo é de 557 euros e mesmo que o ordenado seja acima deste valor, a verdade é que, com cortes e ajustes, dificilmente ficamos de bolsos cheios. Quantas vezes chega a meio do mês a perguntar-se «para onde foi todo o dinheiro?». Estas são algumas dicas de poupança que podem ser aplicadas no dia a dia e fazer a diferença.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.