10 erros que desaceleram o metabolismo e não nos deixam emagrecer

Certos hábitos que consideramos inofensivos podem estar a atrapalhar seriamente os nossos esforços para emagrecer. Uma dica: dormir mal põe-nos o metabolismo a passo de caracol.

Texto NM | Fotografias da Shutterstock

10. NÃO COMER O SUFICIENTE

Se cortar calorias é bom para perder peso, exagerar apenas fará que o corpo interprete essa redução como um sinal de privação e desacelere o metabolismo para poupar energia. Além de começar a utilizar a proteína contida nos músculos, interferindo com a sua função de queimar gordura. Aposte em refeições moderadas e lanches pouco calóricos ao longo do dia.

9. BEBER POUCA ÁGUA

Sobretudo água gelada, depois de cientistas alemães terem descoberto que beber seis copos de água gelada por dia permite eliminar mais de dois quilos por ano sem outro esforço que não o de beber. Ao que parece, a energia gasta pelo organismo a aquecer a água à temperatura do corpo acelera naturalmente o metabolismo.

8. FALTA DE PROTEÍNA

É um macronutriente construtor e reparador, sem o qual corremos o risco de afetar órgãos, tecidos e massa muscular. Diversos estudos relacionam o consumo equilibrado de proteínas com a redução de gordura, o ganho muscular e a manutenção do peso ideal. Outros indicam que a ingestão regular aumenta até 35 por cento a queima calórica após a refeição.

7. HIDRATOS BRANCOS

O organismo gasta quase o dobro da energia a digerir hidratos de carbono integrais (especialmente se forem ricos em fibra) do que gastariam com alimentos refinados (massa, arroz e farinhas brancas). Mais: o facto de ser integral sacia por mais tempo e ajuda a estabilizar os níveis de insulina.

6. POUCO FERRO

Essencial para o bom funcionamento da tiroide, que regula o metabolismo, a falta deste mineral fará que o corpo não consiga ser tão eficiente como deveria a queimar calorias. Carnes magras, marisco, cereais, nozes, feijões, lentilhas ou espinafres são ótimas fontes de ferro.

5. EVITAR A CAFEÍNA

Segundo um estudo publicado no jornal Physiology & Behavior, o metabolismo de quem bebe café funciona 16 por cento mais rapidamente do que o de quem não bebe (o chá tem o mesmo efeito). Só não vale acrescentar açúcar para não estragar os efeitos positivos. Nem abusar, sob pena de ficar insone e ansioso.

4. DESCURAR A VITAMINA D

É uma aliada poderosa no emagrecimento e queima de gordura ao contribuir para acelerar o metabolismo e o trabalho do fígado, diminuir os níveis de cortisol (ligado à acumulação de gordura localizada), inibir o apetite e «secar» o corpo. Salmão, atum, camarão, queijo, tofu, leite e ovos são alimentos ricos em vitamina D. Isso, e apanhar sol.

3. ABUSAR DO ÁLCOOL

Que o excesso de álcool prejudica a saúde não é novidade para ninguém. O que pouca gente sabe é que consumi-lo faz que seja esse o combustível usado pelo organismo, desacelerando-nos o metabolismo. Dois martinis reduzem em até 73 por cento a queima de calorias.

2. DORMIR POUCO

A privação do sono torna o metabolismo mais lento, além de interferir com as hormonas grelina e leptina, ligadas ao apetite e ao equilíbrio energético: o aumento da grelina informa o cérebro de que é altura de comer (neste caso fora de horas), enquanto o decréscimo de leptina dificulta a perceção de que podemos parar de comer porque estamos satisfeitos.

1. CORTAR NO EXERCÍCIO

Já todos sabemos, mas nunca é de mais repetir: praticar atividade física é uma forma simples e eficaz de acelerar o metabolismo. O ideal é combinar treino aeróbico de alta intensidade com algum trabalho de força, apostando em exercícios diversos com intervalos reduzidos entre eles.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.