OPINIÃO

Como disfarçar cicatrizes

Um golpe pode significar uma cicatriz. E se há cicatriz, há maneiras de maquilhar os seus danos. Não tirar crostas das feridas e uma alimentação com proteínas e vitaminas são algumas receitas para uma cicatrização sem problemas.

Está tudo interligado. Se há golpe profundo, há cicatriz. Se há cicatriz, é preciso cuidar dela. A maneira como se trata um golpe determina o tipo de cicatriz e o tempo que ela demorará a desaparecer. Ou não. E se ela se prepara para marcar a pele, então o melhor é disfarçar para que essa «medalha» não seja um motivo de preocupação.

Se uma ferida demora muito tempo a sarar é sinal de que terá maior probabilidade de formar uma cicatriz. Seja como for, golpe feito, ferida limpa como deve ser – água oxigenada é sempre bem-vinda – e ligeiramente húmida com creme apropriado para a cicatrização. Todo o cuidado faz a diferença e o melhor é não subestimar o que um golpe pode fazer à pele.

Tirar crostas das feridas é proibido. E, no banho, cuidado com o lavar e o secar, demasiada força em feridas não cicatrizadas, ou em vias de ficar, não faz nada bem.

A ferida cria crosta e se a mãozita não consegue estar quieta e anda ali a rondar, o mais certo é arrancar essa crosta. Resultado: vai haver cicatriz visível no corpo. Tirar crostas das feridas é, portanto, proibido. E, no banho, cuidado com o lavar e o secar, demasiada força em feridas não cicatrizadas, ou em vias de ficar, não faz nada bem.

Uma cicatriz tem o que se lhe diga. Ela destrói folículos pilosos, bem como as glândulas que produzem óleo, e tem menos pigmento, ficando menos capaz de se proteger e muito mais sensível às queimaduras solares. Para que a cicatriz não chame a atenção ao ficar de uma cor diferente, e quando o sol é forte, os dermatologistas aconselham um creme de proteção solar de grau elevado.

Uma cicatriz destrói folículos pilosos e as glândulas que produzem óleo, tem menos pigmento, e é muito sensível às queimaduras solares.

A cicatriz fica no exterior, mas o que o corpo ingere acaba por influenciar a cicatrização de uma ferida e, deste modo, se vai ou não notar-se. Uma dieta equilibrada é sempre importante, as proteínas e vitaminas ajudam a recuperar de um golpe, e sabe-se que o zinco é bom numa boa cicatrização. Abóbora, amendoins, peru, sementes de girassol devem então entrar na alimentação para uma boa cicatrização.

Quem não quer cicatrizes, evita golpes e, por isso, se há objetos pontiagudos ou aguçados nas mãos, então o melhor é proteger a pele com luvas, mangas compridas e calças. Se há golpe então é mais do que recomendável avaliar se é preciso ir ao médico. Se for grande, se precisar de pontos, se for numa zona sensível do corpo, o tratamento médico é indispensável.

Caso o golpe seja pequeno, aconselha-se uma ligadura apropriada para manter a ferida fechada e precaver uma cicatrização sem problemas. Mas as ligaduras só são aplicadas depois da ferida limpa. Em todo o caso, uma cicatriz não deve ser uma grande dor de cabeça. Haja vontade e paciência para cuidar de uma ferida e não fazer de conta que ela não existe.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.