OPINIÃO

Banho quente queima tantas calorias como 30 minutos de caminhada

Tomar um banho quente de imersão é bom para aliviar do frio e relaxar os músculos depois de puxarmos por eles, mas e se nem sequer precisássemos da parte do exercício? E se só o banho, de barriga para cima na banheira, já queimasse tantas calorias que não tivéssemos de fazer mais nada?

Texto NM | Fotografia Shutterstock

Após uma semana de trabalho intenso e temperaturas de fazer gelar a alma na rua, poucas coisas na vida sabem melhor do que um bom banho de água a ferver, mergulhados na banheira entre nuvens de vapor, com os músculos a ficarem leves – e nós felizes.

Sobretudo quando um estudo da Universidade de Loughborough, no Reino Unido, afirma que o aquecimento passivo resultante da imersão em água quente queima tantas calorias como 30 minutos de caminhada, além de ajudar a controlar o açúcar no sangue.

«Uma das coisas que monitorizámos foi o gasto de energia do corpo dos participantes, enquanto estavam numa banheira a 40 graus, e comprovámos que ele aumentou 80 por cento pelo simples facto de estarem sentados na água quente por uma hora», explica o investigador Steve Faulkner, responsável pelo estudo.

Pedalar durante uma hora tem um gasto calórico mais significativo: 630 calorias, contra um total de 140 calorias queimadas no banho. Contudo, um banho quente equivale a uma caminhada.

Sim, é certo que a pedalar durante uma hora se consegue um gasto calórico mais significativo: 630 calorias, contra um total de 140 calorias queimadas no banho. Ainda assim, esse valor é equivalente ao que gastaríamos numa caminhada de 30 minutos, pelo que continuam a ser muito boas notícias.

«Também a percentagem de açúcar no sangue de quem tomou banho era cerca de dez por cento mais baixa em comparação com a dos participantes que pedalaram uma hora na bicicleta ergonómica», acrescenta Faulkner, considerando que o aquecimento passivo repetido «pode contribuir para reduzir a inflamação crónica, muitas vezes presente em doenças de longo prazo, como a diabetes tipo 2».

É na mesma recomendado fazer 150 minutos de exercícios de intensidade moderada por semana, como andar depressa.

O cientista recomenda na mesma fazer-se semanalmente 150 minutos de exercícios de intensidade moderada – como o power walking, de que lhe damos conta na nossa fotogaleria –, a par de uma dieta saudável e descanso suficiente. Porém, espera que os resultados do seu estudo possam ajudar todos aqueles que tenham dificuldade a exercitar-se ou a controlar os seus índices glicémicos.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.