OPINIÃO

Pão em festa

Termina hoje, em Albergaria-a-Velha, a primeira edição do Festival do Pão de Portugal, com mais de 50 pães típicos de diferentes zonas do país.

Durante três dias, a Quinta do Torreão, em Albergaria-a-Velha, foi ser palco do primeiro Festival de Pão de Portugal, com a presença de dezenas de produtores de todo o país, de Trás-os-Montes ao Algarve. Os visitantes podem provar 50 pães de diferentes qualidades, formas e sabores.
Albergaria-a-Velha afigura-se como escolha acertada para este evento que celebra o pão e a sua presença tão marcada na gastronomia portuguesa, ou não fosse cidade de muitas tradições ligadas ao fabrico do pão e berço da Rota dos Moinhos de Portugal. Para além de uma exposição que retrata o Ciclo do Pão, com a curadoria do Museu do Pão, haverá apresentações de showcooking conduzidas pelo Chef Hélio Loureiro, Conversas com o Pão à Mesa com convidados, espetáculos musicais, um Ciclo de Cinema sobre a temática para os mais novos, recriações históricas, música e muitas outras animações. Especialmente para as crianças, um Camião Lúdico-Pedagógico do Museu do Pão e várias atividades, entre as quais o fabrico de pão, em que elas poderão, literalmente, pôr as “mãos na massa”.
Mas como ir um certame sobre pão sem assistir ao processo de confecção é como «ir a Roma sem ver o Papa», não poderia deixar de haver um espaço de produção ao vivo,  onde não faltarão padeiros, fornos e mesas de trabalho. Em todo o caso, só o cheiro a pão deverá valer a visita.

Carla Amaro