OPINIÃO

Homens de todo o mundo: cuidai-vos!

[…]

Longe vão os tempos em que os cuidados máximos com a imagem por parte dos homens passavam por lavar a cara com sabão azul e branco. Não só há cada vez mais marcas que oferecem linhas inteiras de cuidados no masculino como também os SPAs se viram para eles, propondo tratamentos que prometem agradar até os mais exigentes. Soluções que devem ser conjugadas com alguns rituais básicos que, se cumpridos regularmente, os ajudam a estar no seu melhor.

MÃOS LIMPAS E CUIDADAS
Sabia que as mãos de um homem são uma das pri­meiras coisas em que as mulheres reparam? Esque­ça as unhas compridas e sujas – além de inestéticas, permitem a acumulação de microrganismos que po­dem conduzir a infeções. A sua limpeza é uma par­te essencial dos cuidados de higiene diários e pode ser feita muito facilmente com a ajuda de uma esco­va própria, embebida em água e sabão. Alguns ho­mens já optam até por utilizar um verniz incolor, de modo a manter as unhas mais bonitas. Há marcas que oferecem vernizes especificamente criados pa­ra homens, mas uma simples limpeza e o corte re­gular são o suficiente. É importante não descurar também a pele: muitos homens têm-na áspera e com calos devido ao trabalho ou à práti­ca de musculação. Para o evitar, use luvas adequadas sempre que pre­cisar de carregar pesos e cuide da pele com um bom hidratan­te. Para tratar dos calos já exis­tentes, mergulhe as mãos em água com sabão durante cinco minutos, deixe secar e remova a pele morta com uma esponja, de­licadamente (lembre-se que o ob­jetivo não é decepar a mão).

SOBRANCELHAS Q.B.
Se os olhos são as janelas da alma, ninguém os quer escondidos sob uma camada interminável de so­brancelhas. Estas são um dos traços mais impor­tantes no que toca à expressão do rosto, podendo transformar por inteiro a aparência. E se ninguém tem culpa de ter nascido com sobrancelhas fartas, não há desculpa para não corrigir a situação. As­sim, é recomendável recorrer a um profissional, pe­lo menos no início. Isto porque ele saberá aconse­lhá-lo acerca da forma ideal para as suas sobrance­lhas, ajudando-o a encontrar a melhor solução para o seu rosto. Mais tarde, pode tentar manter a forma em casa, com uma pinça – o método mais seguro para evitar erros fatais. Para além dos pelos que precisam de ser arrancados, veri­fique o comprimento das sobran­celhas, penteando-as para cima com uma escova: por vezes, al­guns pelos demasiado com­pridos precisam de ser apara­dos com a ajuda de uma tesou­ra. Sempre com cuidado, para que mantenham todos o mes­mo comprimento: o ziguezague nas sobrancelhas ainda não é ten­dência.

ORELHAS E NARIZ À PROVA DE IDADE
A idade nos homens é, frequentemente, sinó­nimo de charme. Ainda assim, tal não signifi­ca que o charme não tenha um preço. À medi­da que envelhecem, muitos homens apercebem-se do crescimento dos pelos nas orelhas e nariz. Não desesperar é a primeira atitude a tomar, até porque esta é uma situação comum e de fácil re­solução. Antes de mais, é importante recordar que os pelos têm uma função de proteção des­tas zonas, por isso todas as alterações devem ser realizadas com cuidado e moderação. A utilização de uma pinça é viva­mente desaconselhada porque pode dar origem a pelos encra­vados e posteriores infeções. Assim, o ideal é comprar um aparador específico para na­riz e orelhas, cuja forma tem uma ergonomia adaptada àquelas zonas do rosto, per­mitindo assim corrigir o com­primento dos pelos de maneira segura e confortável.

CABEÇAS EM FORMA – COM OU SEM CABELO
Além de um bom corte, o cabelo exige outros cuida­dos. Por exemplo, na forma como o lava. Evite utili­zar demasiada força, o que danifica os folículos. La­ve o cabelo e couro cabeludo suavemente e com as pontas dos dedos – nunca as unhas! Seque-o com uma toalha sem esfregar, só para absorver o exces­so de água. Opte por pentes de dentes grossos, que lhe permitem desembaraçar o cabelo mais suave­mente, e evite ao máximo os secadores. Outro dos problemas comuns nos homens é a calvície. Muitas vezes, esta pode estar relacionada com maus hábitos, como a utilização de chapéus muito apertados, que acabam por levar ao desenvolvimento de alo­pecia por tração. Noutros casos, pode ser uma questão genéti­ca. Seja como for, se não conse­guir evitá-la, isto não significa deixar de cuidar da sua cabeça, até porque neste caso esta está mais sensível aos fatores exterio­res e deve ser hidratada e protegi­da do sol.

O REGRESSO DAS BARBAS
Depois de alguns anos «fora do mercado», a barba e bigode voltaram  a sair, orgulhosamente, à rua. E se ainda acha que ter barba é para preguiçosos, desengane-se: uma barba elegante  exige atenção  e vários cuidados, sendo o primeiro deles a lavagem diária com água e sabão. Também a pele requer atenção: por estar escon- dida sob a barba, muitos homens esquecem-se de a cuidar. É fundamental fazer uma esfoliação regular da pele, de modo a garantir a remoção de todas as células mortas e sujidade e evitar os pelos encravados. Para assegurar que tanto a pele como a barba se mantêm saudáveis e hidratadas, utilize um óleo para barba: garantem os aficionados que não há produto que se compare. Finalmente, a não ser que o seu objetivo seja ter uma barba digna de um viking, não descure a sua manutenção e esteja atento ao comprimento, aparando-a regularmente.

ESFOLIAR PARA GANHAR
Muito separa homens e mulheres, e a pele não é exceção. No caso dos homens,  para além do rosto, é necessário ter particular atenção às zonas do peito e costas. Isto porque, visto que produzem mais oleosidade do que as outras áreas  do corpo,  podem  conduzir à obstrução – nada estética – de poros. Assim, torna-se fundamental livrar a pele de células mortas e sujidade, através da esfoliação. Dado que a pele das costas e peito é mais grossa que a do rosto, é importante também adquirir um esfoliante próprio para corpo. Quanto à frequência da esfoliação, essa varia de homem para homem: comece por esfoliar duas vezes por semana e descubra o ritmo ideal para si.

Laura Patrício
Fotografia: Corbis