OPINIÃO

Família, largada, fugida!

O regresso às aulas é boa altura para repensar o regresso ao ginásio. Da família toda!

O exercício em família, além de saudável, pode ser também divertido. Ajuda a fortalecer laços e a construir grandes memórias em conjunto. Aproveite o início do ano letivo e ponha toda a gente aí em casa a mexer-se.

O tempo é o maior dos bens. Não podemos guardá-lo, poupá-lo, vendê-lo ou emprestá-lo. O tempo só serve para ser vivido. E que melhor forma de vivê-lo senão com aqueles que amamos?
Parece cada vez mais escasso o tempo que temos para desfrutar da família. Em 2010, uma publicação da Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho (Eurofound) concluiu que 28 por cento dos trabalhadores dos países na União Europeia sentiam ter pouco tempo para a família. Mas não são apenas os pais que sofrem: no mesmo ano, um estudo comissionado pela IKEA, com dados de 25 países, revelou que 73 por cento das três mil crianças entrevistadas, entre os 7 e os 12 anos, diziam preferir brincar com os pais a ver TV ou navegar na internet.
Embora nem sempre seja possível aumentar o tempo que passamos em família, podemos tentar aproveitá-lo ao máximo. E se aliarmos o prazer àquilo que nos faz bem, está encontrada a fórmula perfeita para desfrutar do tempo em família – qualquer que ele seja.

PELA SUA SAÚDE – E A DELES
Os benefícios do exercício físico são bem conhecidos: melhorias no sistema respiratório e cardiovascular, fortalecimento dos músculos, redução do colesterol, diminuição do peso, combate ao stress… Numa época em que pais e filhos passam tanto tempo sentados, o exercício torna-se ainda mais importante.
Estimular os seus filhos a praticar exercício físico é uma prenda para a vida. Os hábitos que criamos na infância têm tendência a seguir-nos ao longo dos anos. E estimular bons hábitos desde cedo reflete-se na saúde: num estudo realizado pelo Comité Olímpico Internacional, publicado este ano, foi sublinhada a importância do exercício físico como forma de prevenir doenças crónicas não transmissíveis, incluindo doenças cardiovasculares e cancro.
Mas também as crianças com asma, fibrose quística, depressão ou obesidade beneficiam da prática de exercício moderado, adaptado à sua condição. A prática de atividades físicas é uma alavanca para a confiança e uma arma contra a depressão: um estudo da Universidade de Ciências da Saúde da Geórgia, nos Estados Unidos, publicado em 2009, concluiu que menos de uma hora de exercício físico diário ajuda a reduzir os sintomas de depressão e aumenta a autoestima em crianças com excesso de peso.

PARA MAIS TARDE RECORDAR
Quando praticamos exercício, o organismo liberta endorfinas, que produzem uma sensação de conforto e bem-estar. Ficamos mais descontraídos, mais felizes. E partilhar esses momentos com a família ajuda a fortalecer os laços que nos unem. Um passeio de bicicleta, uma caça ao tesouro ou um jogo de voleibol de praia são pequenos momentos que correspondem a pequenas conquistas – mais um quilómetro percorrido, um tesouro encontrado, um ponto marcado – que sabem ainda melhor partilhadas. Momentos de diversão que se transformarão em memórias para a vida.

IDEIAS PARA UMA FAMÍLIA EM MOVIMENTO
» Caminhadas, passeios de bicicleta, caças ao tesouro… As opções são muitas e não precisa de quase nada.
» Permita que todos possam escolher as atividades a praticar: vão rodando o «líder».
» Esteja atento às diferentes aulas gratuitas que vão decorrendo perto de si. É uma excelente forma de aprenderem algo novo.
» Aproveite os equipamentos públicos na sua zona. Muitos espaços verdes estão equipados com campos desportivos, circuitos de corrida, caminhos pedestres…
» Que tal desafiarem outra família para uma competição de equipas?

VANTAGENS DO EXERCÍCIO EM FAMÍLIA
» Aumento da confiança e da autestima nas crianças
» Fortalecimento dos laços familiares
» Forte efeito anti-stress
» Prevenção de doenças crónicas não transmissíveis
» Combate à obesidade

Fotografia de Corbis