OPINIÃO

Dez Mandamentos para uma casa saudável

[…]

«A NOVA BÍBLIA DOMÉSTICA» poderá chamar-se Cuidar da Casa. O livro, recentemente lançado, tem mais de trezentas páginas com dicas para limpar, organizar e decorar o seu espaço de forma económica, saudável e sustentável. À Notícias Magazine, a autora, Filipa Brandão Mira, indicou os 10 Mandamentos para manter uma casa cuidada e inteligente.

nm1135_casa04

1. O conceito ecológico tem de estar presente. Devemos procu­rar soluções de custo reduzido e optar sempre por materiais renováveis que tenham uma boa resistência e durabilidade.

2. Quando decidir reformular ou restaurar a sua casa, faça um levantamento do que irá neces­sitar e tente aproveitar materiais de demolição de outras casas antigas, como pedras ou madei­ras ainda em bom estado: portas, portadas, janelas…

3. Diminua o uso da água, leve menos tempo nos banhos diários e conserve bem as suas tor­neiras, já que uma torneira que goteja significa uma perda brutal. Lembre-se ainda que pode optar pela energia solar para o sistema de aquecimento da água.

4. Para limpezas mais sustentá­veis, use produtos caseiros que encontra na despensa da sua cozinha. Não só reduz o impacte dos produtos químicos no am­biente como é benéfico do ponto de vista económico.

nm1135_casa03

5. Sempre que puder, opte por organizar a casa com produtos reutilizados, como embalagens de alimentos, latas de chocolate em pó, copos de iogurte, boiões de maionese ou paletes, entre outros. Todas estas embalagens podem servir de excelentes cai­xas decorativas para arrumação.

6. Evite os plásticos. As nossas casas estão recheadas de sacos de pvc, um plástico que não é biodegradável e que, segundo estudos recentes, emite subs­tâncias nocivas para a nossa saúde. Assim, o melhor é fabricar o seu próprio saco de compras, a partir de tecido, juta, palhinha, ou verga: há um sem-fim de ideias para trazer as compras.

7. Ao comprar tecidos para decorar a sua casa, olhe sempre para as etiquetas e veja se são feitos de materiais orgânicos ou reciclados – é o caso do algodão, lã e linho.

8. Em casa, aproveite sempre toda a luz natural. Se puder, opte por paredes «transparentes», isto é, paredes com janelas ou ladrilhos de vidro que deixem passar a luz solar. Este é um dos passos mais importantes para uma casa saudável.

9. Escolha tintas amigas do ambiente, à base de água, que não têm cheiro, não são tóxicas, são laváveis e permitem uma boa respiração de todas as superfícies pintadas. Além disso, estas tintas também são ótimas para reciclar móveis e objetos.

10. Ao fazer a manutenção, limpeza e conservação dos seus móveis, escolha ceras caseiras e evite os vernizes em spray ou então fabrique os seus vernizes à moda antiga. Não só ajuda o ambiente como também os seus bolsos e o espírito: pode­mos divertir-nos bastante a cui­dar e a tratar da nossa casa.

nm1135_casa05

Cuidar da Casa, Filipa Brandão Mira, Esfera dos Livros, 17, 10 euros

 

 

Laura Patrício