OPINIÃO

À mesa com a abóbora

Doce ou salgada, a abóbora tem inúmeras aplicações. Nós damos-lhe três receitas deliciosas.

Ao fazer uma sopa ou um puré, por exemplo, asse-a no forno, em vez de a cozer, temperando com azeite, sal e alecrim. A abóbora liga bem com castanhas, cogumelos, queijos, bacon, mel, amêndoas, pinhões, nozes, canela, noz-moscada, alecrim, salva ou o que a sua imaginação lhe ditar. Quando tiver tempo faça puré, congele e use numa pasta como este farfalle que sugerimos. O caril também é uma excelente forma de usar a abóbora e tanto pode ser um acompanhamento de uma carne assada como um prato principal.  Para terminar, uma versão da famosa pumpkin pie, que bem pode começar a fazer parte das nossas sobremesas para os dias frios.

CARIL DE ABÓBORA
(4 unidades)

1 cebola picada
2 dentes de alho picados
3 colheres de sopa de óleo de girassol
1 colher de sopa de gengibre fresco ralado
1 colher de sopa de coentros em pó
1 colher de sopa de cominhos
1 colher de sopa de açafrão-das-índias
1 colher de sopa de garam masala
piripiri em pó a gosto
2 tomates picados
400 g de abóbora cortada em cubos
água
sal

Refogue a cebola e o alho no óleo. Quando a cebola começar a ficar translúcida junte o gengibre ralado e em seguida as especiarias, excepto o garam masala. Deixe fritar em lume brando por dois ou três minutos, para que as especiarias libertem todo o seu aroma. Junte o tomate picado e deixe mais dez minutos. Junte a abóbora e a água suficiente para cozê-la, sem deixar secar. Tempere com sal. Por fim, junte a garam masala e deixe ao lume, mais um minuto. Sirva como entrada, de preferência acompanhado com chapati (pão indiano). Juntando grão e espinafres, é um óptimo prato que pode acompanhar com arroz basmati.

FARFALLE COM MOLHO DE ABÓBORA

500 g de farfalle
400 g de abem cubos
2 queijos de cabra
2 dl de natas
noz moscada
pimenta preta
sal

Coza a massa em água fervente abundante de acordo com o tempo de cozedura indicado na embalagem. À parte coza a abóbora em água temperada com sal. Depois de cozida, escorra a abóbora e reduza-a a puré. Leve as natas ao lume com o queijo esfarelado, reservando uma parte para guarnecer, mexendo sempre para não ferver, até que o queijo derreta. Junte o puré de abóbora, retifique o sal e tempere com a pimenta moída na altura. É um excelente acompanhamento para carnes. Se gostar, em vez do queijo de cabra use gorgonzola.

TARTE DE ABÓBORA

1 embalagem de massa quebrada
300 g de abóbora em puré
2,5 dl de natas
3 ovos
150 g de açúcar
0,5 dl de sumo de laranja
1 colher de chá de gengibre fresco
1 colher de chá de canela
1 colher de café de cravinho moído
1 pitada de noz-moscada

Retire a casca à abóbora, corte-a em cubos e leve a cozer coberta com água. Depois de cozida, escorra a abóbora e triture-a até obter um puré. Forre uma forma de tarte de fundo amovível com a massa quebrada e, com a ajuda de uma faca afiada, corte a massa excedente. Pique a base da massa com um garfo, cubra com papel vegetal, e por cima, coloque feijões secos ou algo que faça peso em toda a superfície. Leve ao forno a 180ºC cerca de 15 minutos. Entretanto, bata ligeiramente os ovos com o açúcar e misture com as natas e o sumo de laranja. Junte o gengibre ralado e as espe-ciarias. Coloque o recheio por cima da massa pré-cozida e leve ao forno cerca de trinta minutos ou até cozer.

Adriana Freire
Paulo SprangerGlobal Imagens