OPINIÃO

Exclusivo Star Wars: Um autógrafo custa 150 euros, Rebels não vai continuar e a Celebration ia tendo um ataque!

E ao terceiro dia, a Convenção Star Wars viveu momentos de tristeza. Mas nada que demova os fãs, vindos de todo o mundo, para ver de perto os seus ídolos e assistir aos vários painéis da Celebration. O diário de Rui Pedro Tendinha, em Orlando. Um exclusivo Notícias Magazine.

Texto de Rui Pedro Tendinha

Dia 3

A série de animação Star Wars: Rebels é coisa solene e séria para a comunidade. Dave Filoni, o criador da série, protegido de George Lucas, é um Deus para esta gente. Hoje, quando anunciou na Celebration que a quarta temporada será a última, houve gente a gritar NÃO. Fãs a implorarem: NÃO PODE SER VERDADE. A Celebration de Orlando teve uma notícia que os fãs não queriam ouvir.

O universo Star Wars não está parado, renova-se, estende-se. Depois desta série, virá outra.

O dia teve também apreensão quando se começou a perceber que os atores do filme sobre Han Solo talvez não apareçam. O filme, neste momento em pré-produção, ainda está numa fase de casting e a Lucasfilm não quer apressar as coisas, ainda assim, até ao último momento, o fã hard-core espera com força.

Um autógrafo custa 150 dólares e pode ser mais caro se incluir fotografia com fotógrafo profissional.

Aliás, esperar é a virtude destes milhares de geeks. Esperam em filas para entrar, para ter a pulseirinha que dá direito a cada painel, esperam para pagar um hambúrguer não gourmet na concorrida zona de alimentação e esperam para ter um autógrafo das estrelas. Um autógrafo que custa 150 dólares e que pode ser mais caro se incluir fotografia com fotógrafo profissional. Afinal, para o verdadeiro fã, uma pechincha, sobretudo para quem vem do Peru (falange muito ruidosa de fãs…).

Aliás, o negócio destas convenções é impressionante. Quem aqui vem compra mesmo muito merchandising, gasta dinheiro a sério. Descobri, por exemplo, que o capacete negro de Darth Vader custa quase 600 euros. E descobri também que para os atores secundários estas celebrações são uma boa fonte de rendimento. O cachet para estar nos painéis e o dinheiro da percentagem dos autógrafos não é brincadeira nenhuma.

Esta gente encontrou uma second life que a faz feliz. Nada contra, mas o que continua a inquietar toda a gente são as teorias sobre o lado negro e Luke Skywalker…

Leia o Dia 1 e o Dia 2 do nosso Diário na Convenção Star Wars 2017.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.