OPINIÃO

Regras de ouro do (bom) castigo

Sabe quais são?

Fomos quase todos criados com base numa disciplina agressiva, em que apanhámos palmadas, castigos severos, e até achámos terem sido merecidos. Gritaram connosco e agora gritamos nós com os nossos filhos, achando que só assim farão o que lhes pedimos. Mas atenção, pais: castigar mostra à criança o que não pode fazer, não o que pode e como deve fazê-lo. A menos que a castigue bem.

Fotografia: Shutterstock