OPINIÃO

Peixe não é aborrecido

Num país como Portugal, em que 97% do território é mar, não há desculpa para não comer peixe. Nem mesmo a típica desculpa de que “não se gosta”, porque a versatilidade do peixe é tanta que nunca pode ser chato (a não ser que seja uma solha...)

É comum ouvir alguém dizer que não gosta de peixe, mas essas palavras normalmente significam que a pessoa em questão só conhece um ou dois pratos de peixe, e são os menos apelativos. Por muito que uma posta de peixe cozido ou filetes fritos possam conquistar alguns, há milhares de formas mais apetitosas e mais saudáveis de consumir peixe. É especialmente importante cativar o palato dos mais pequenos para o maravilhoso mundo dos peixes (e não estamos a falar de uma visita ao oceanário!), tendo em conta o papel fundamental para o desenvolvimento das crianças que os nutrientes e vitaminas que o peixe contém desempenham.

É especialmente importante cativar o palato dos mais pequenos para o maravilhoso mundo dos peixes

Mas se sabemos que o peixe faz bem, talvez nem todos reconheçam que o seu sabor é igualmente rico quando comparado com a carne. Mais ainda, o peixe é frequentemente mais prático de cozinhar do que uma peça de carne, e mesmo a noção de que é mais caro não corresponde sempre à verdade. Menos tempo de confeção e uma enorme capacidade de emparelhamento com outros ingredientes – como ervas aromáticas, frutas e até chás – significam que o peixe é a solução para quem quer apostar numa alimentação mais saudável mas também mais apaixonante, que fuja ao “bitoque” em loop diário. O peixe tem também características que possibilitam a descoberta de novos sabores e texturas, que a carne não permite. Pode parecer estranho pensar num bife transformado em pickle, por exemplo, mas se for uma sardinha… é um mundo completamente diferente e, acima de tudo, muito interessante!

É essencial que se olhe para o peixe como um ingrediente com o mesmo potencial que a carne, capaz de abrilhantar pratos de massa ou saladas, capaz de ser salteado ou grelhado, cozinhado inteiro, em postas ou filetes. As possibilidades são tantas, são tantas as variedades de peixe e tantas as formas em que os pode encontrar que a única desvantagem que se pode encontrar no consumo de peixe é mesmo a dúvida na hora de escolher. Mas até nessa altura pode encontrar ajuda, quer das pessoas experientes que todos os dias trabalham de perto com o peixe fresco que chega do mar ou do rio até às peixarias das lojas Continente, como daquela que desejamos que se torne a sua referência para tornar as refeições lá de casa mais ambiciosas, apaixonantes e saudáveis.

PEIXE É “FIXE”
Percorra a galeria de imagens clicando sobre as setas.

Este peixe é chato mas só de aspeto. Conheça a solha.

Saiba mais sobre os alimentos que lhe fazem bem em