OPINIÃO

Exclusivo: O Star Wars faz 40 anos e nós temos um enviado especial em Orlando

Os festejos dos 40 anos de «A Guerra das Estrelas» começaram ontem em Orlando. Fãs de todo o mundo vestiram-se a rigor e rumaram à Convenção Star Wars. A força está com eles. E o Rui Pedro Tendinha também, com um diário do que por lá se passa. Exclusivo Notícias Magazine.

Dia 1

Star Wars – A celebração dos 40 Anos

Estar numa Celebração Star Wars ao lado de 40 mil fãs é como estar nos Óscares. É essa a sensação de privilégio de quem está no centro de convenções de Orlando neste primeiro dia. Fãs que se auto-denominam «fãntasticos» e que acampam na noite anterior para estar nos painéis com as estrelas dos filmes.

Mas uma convenção Star Wars pode ser igualmente um festival pop, um baile de máscaras, uma feira com negócio da nostalgia para faturar milhões. A Stars Celebration 40th Anniversary é um pouco tudo isso. Um carnaval saudosista onde se juntam famílias e gente de todo o mundo.

Lucas, que abriu a cerimónia, confessava que tinha vergonha de assumir que o primeiro Star Wars foi feito para miúdos de 12 anos. Aqui ninguém cresceu…

Nestas primeiras horas há mais fanáticos do que curiosos e contam-se pelos dedos aqueles não têm pelo menos um crachá ou t-shirt alusiva ao universo.

40 anos é muito tempo, mas a mitificação dos sabres e das criaturas que saíram da cabeça de George Lucas está mais viva do que nunca, ao ponto de ninguém aqui dar pela bomba que os EUA lançaram no Afeganistão. A histeria Jedi tem dessas coisas. Os bilhetes custam cerca de 120 dólares e esgotam num ápice.

São todos loucos? Dir-se-ia que são Peter Pans que querem perpetuar a sua infância.

Lucas, que abriu a cerimónia, confessava que tinha vergonha de assumir que o primeiro Star Wars foi feito para miúdos de 12 anos. Aqui ninguém cresceu…

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.