OPINIÃO

Lembra-se qual foi o «Jogo do Século»?

Primeiro dia de setembro de 1972, Reiquejavique, Islândia. A luta pelo título mundial de xadrez estava a chegar ao fim. De um lado, o norte-americano Bobby Fischer. Do outro, o soviético Boris Spassky.

Texto de Ricardo Santos

Era a Guerra Fria num tabuleiro de xadrez. Não foi fácil a escolha do local, nem as verbas a pagar, mas houve fumo branco e tudo começou em julho. As partidas foram transmitidas em direto para todo o mundo. Fischer perdeu os dois primeiros jogos e ganhou os seguintes sete de 19 possíveis.

A 1 de setembro venceu o último por 12 ½ contra 8 ½ e arrecadou o título. Chamaram-lhe o Jogo do Século e Fischer tornou-se uma estrela internacional. Recusou defender o título em 1975, deixou de competir durante mais de vinte anos e radicalizou-se nas suas opiniões contra os EUA e Israel.

Morreu em 2008 por insuficiência renal num hospital da capital da Islândia, país que lhe deu guarida para os últimos anos de vida.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.