OPINIÃO

Estas tecnologias têm mais bactérias que a sanita

[…]

Certos objetos acumulam mais bactérias do que a sanita do escritório. E é bem capaz de estar a usar um ou vários no seu local de trabalho.

Chegamos ao escritório. Ligamos o computador. Antes disso, o mais provável é termos já usado o nosso cartão de funcionário para entrar no edifício e passado uma mão (ou mesmo ambas) pela secretária, sacudindo eventuais vestígios do dia anterior. E, é claro, enquanto o computador arranca, nada como responder a dois ou três e-mails pendentes através do smartphone para atalhar caminho, antes de nos agarrarmos finalmente ao teclado e ao rato.

E a pergunta que aqui se coloca é a seguinte: há quanto tempo não limpa/desinfeta estes dispositivos eletrónicos utilizados diariamente por qualquer um de nós?

Pode não parecer, mas segundo uma pesquisa citada pelo jornal Daily Mail e realizada pela CBT Nuggets, uma empresa online que educa para as novas tecnologias, cada um deles acumula mais germes e bactérias do que a própria sanita do escritório (e se isso é difícil). Descubra o que pode estar a deixá-lo doente no seu local de trabalho.

Ana Pago
Fotografia: Shutterstock