Desfilar pela paz em ano de guerra

carnaval

Publicidade

Roosevelt, Hitler, Chamberlain e Mussolini marcaram a história do século xx – nem todos pelas melhores razões. Em fevereiro de 1939, encontraram-se no Carnaval do Bombarral. Ainda o mundo não sabia o que estava prestes a acontecer daí a uns meses.

Era a primeira vez que os bombarralenses saíam à rua mascarados para o Carnaval. O lucro da iniciativa da Câmara Municipal e da associação comercial local revertia a favor da Misericórdia e dos Bombeiros Voluntários. A população aderiu à iniciativa e o Diário de Notícias de 21 de fevereiro garantia que «alguns carros alegóricos bem podiam aparecer em capitais exigentes sem causar vergonha».

Ao todo foram trinta carros a percorrer as ruas da vila perante uma plateia pouco habituada a esta folia. «O povo, talvez por não estar acostumado, mostrou-se reservado mas muito satisfeito.»

Houve um carro, porém, que se destacava. Ainda que fosse momento de festa, a situação vivida no panorama mundial não foi esquecida. Estávamos em 1939, a Europa vivia sob a ameaça da expansão dos movimentos nazi e fascista. Na Alemanha, Adolf Hitler chegara ao poder em 1934. Em Itália, Mussolini, Il Duce, governava o país em regime ditatorial.
Alguns meses depois, a 1 de setembro, as tropas do Terceiro Reich avançaram sobre a Polónia. Era o início da Segunda Guerra Mundial e nos seis anos seguintes o continente europeu mudaria para sempre.

Num dos veículos ornamentados no Carnaval, apelidado de «Conferência dos 4», quatro homens desfilam vestidos de Franklin Roosevelt, Benito Mussolini, Arthur Neville Chamberlain e Adolf Hitler.

O presidente norte-americano, os primeiros-ministros italiano e britânico e o chanceler alemão. No carro, a palavra «Paz» era uma «crítica à política internacional». Ninguém ainda imaginava o que viria a desenrolar-se, mas aquela seria uma ocasião única para ver os quatro líderes – e futuros inimigos – juntos.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.