OPINIÃO

Como fazer com que todos os dias pareçam sexta-feira

Não sabemos muito bem o que nos inflama mais à sexta-feira: se antecipar o descanso, após uma semana dura de trabalho, se ter pela frente dois dias em que podemos fazer tudo o que andámos a adiar, incluindo não fazer nada.

Texto NM | Fotografias Shutterstock

Desejamo-la tanto como ficamos deprimimos ao domingo ou odiamos a segunda. Quem diz que todos os dias lhe parecem iguais só pode estar a mentir. Ou então já descobriu estes truques que estamos prestes a revelar-lhe, sobre como fazer com que pareça ser sempre sexta-feira.

«Somos constantemente bombardeados por múltiplos estímulos, a semana toda, a ritmos vertiginosos, e então sentimo-nos a correr para apanhar o mais possível da vida», explica o psicólogo Vítor Rodrigues, comparando a semana laboral ao malabarismo de tentar manter vários objetos no ar ao mesmo tempo. «A aceleração em que vivemos tende a tornar-se a referência para o cérebro, mas é preciso encontrar sentido no que fazemos a cada dia.»

Fazer com que todos os dias pareçam sexta-feira resulta num aumento da produtividade e bem-estar.

E muitas vezes encontramo-lo quando a semana chega ao fim e nos apercebemos do bom que é estar com a família e os amigos, dedicarmo-nos a um passatempo ou um passeio na praia. «Na natureza a estimulação é mais progressiva, menos intensa. É mais fácil termos a sensação de que o tempo se dilata e podemos ocupar-nos de poucas coisas», diz Vítor Rodrigues.

Também o antigo professor de Harvard, Tal Ben-Shahar, especialista em felicidade e autoestima, defende que pausas regulares fora do trabalho, que permitam à pessoa dedicar-se a atividades criativas, «se traduzem num aumento da produtividade e bem-estar». Fazer com que todos os dias pareçam sexta-feira é, de facto, uma ótima ideia, defende. Há vida para lá do trabalho. E está ao nosso alcance aproveitá-la com umas quantas dicas simples que lhe deixamos na fotogaleria.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.