OPINIÃO

Agir grava dueto com Ana Moura

Nova música de Agir pertence ao terceiro álbum.

Agir e Ana Moura gravaram um dueto na canção Manto de Água, que é lançada hoje, 1 de fevereiro. O tema vai fazer parte do próximo álbum de Agir, que está planeado para o segundo semestre deste ano.

Os últimos dois anos foram os melhores da carreira de Agir. Lançou o álbum Leva-me a Sério que tem os êxitos Tempo É Dinheiro, Parte-me o Pescoço e Como Ela Bela, ganhou o prémio «Best Portuguese Act», dos MTV Europe Music Awards 2015, foi o vencedor do Globo de Ouro 2016 na categoria de Música/Melhor Intérprete Individual e ainda surpreendeu a namorada Catarina Gama com um pedido de casamento em pleno concerto no Coliseu dos Recreios perante uma plateia de 6 mil pessoas. 2017 promete continuar o sucesso dos anos antecedentes com o lançamento do terceiro álbum, no segundo semestre do ano. Para ir aguçando a curiosidade dos fãs, Agir lança agora o primeiro single Manto de Água, com a participação especial de Ana Moura.

Ao contrário das letras mais conhecidas de Agir, está trata de um tema mais sério. «Sou uma pessoa muito workaholic. Normalmente, quando assim é, há muita coisa que fica para trás, amigos, família. A música fala sobre isso. Não adianta ter uma paixão, um trabalho que te absorve se não puderes partilhar com quem gostas. Tem de haver um meio termo». É com esta premissa que o cantor desenvolveu a ideia para o videoclipe: «é uma história de um chefe de família que também é CEO de uma grande empresa e que trabalha muito, perdendo os acontecimentos mais importantes como o jogo de futebol do filho, um jantar com a mulher, não chegar a tempo ao hospital antes de o pai morrer. É triste também principalmente para quem tem filhos».

«Olha só, parece que a vida passou por nós; deixando um manto de água na minha voz; E agora eu canto para ela nunca secar». É neste refrão que Ana Moura solta a voz e dá o seu cunho pessoal à música. Agir mostrou-lhe a música durante um jantar e a resposta foi imediata: «A Ana disse logo sim e confiou em mim. Foi uma colaboração muito positiva».

Apesar de confirmar que já foram gravadas outros duetos, o cantor não adianta nomes, para já. Até porque, a repetir a experiência do último CD, podem ser gravadas colaborações ao último momento.

Veja o vídeo aqui: