OPINIÃO

Emagrecer até 6 kg em 28 dias? Faça assim

A nutricionista Rita Rocha de Macedo ensina a perder peso com saúde no livro A Dieta Prática.

Texto de Ana Pago
Fotografia de Shutterstock

As calças do último verão deixaram de servir, os refegos destacam-se nas camisolas justas. Está mais do que na hora de tomar medidas. Porém, quase tão difícil como abater aqueles quilos inestéticos e nocivos é: 1.º – decidir qual a melhor dieta a seguir entre dezenas que se anunciam milagrosas; 2.º – ser capaz de fazê-la sem desesperar; e 3.º – manter o peso ideal depois, quando o plano radical termina sem nunca ter contemplado uma mudança de hábitos.

Faltava uma dieta testada e comprovada, como esta que a nutricionista Rita Rocha de Macedo ensina a fazer no seu novo livro A Dieta Prática. E sim, ela pensou em tudo: não só o regime alimentar é variado e fácil de adotar, como até a pessoa mais atarefada conseguirá cumprir o necessário para emagrecer até seis quilos em 28 dias, aprendendo a comer bem.

O melhor dia para começar é a segunda-feira. Aproveite o fim de semana anterior para comer o que quiser e fazer disparates, para depois iniciar o programa com a máxima força.

A Dieta Prática está feita para quatro semanas e é muito simples de seguir, explica a nutricionista. Nas três primeiras são restringidos os hidratos de carbono ao almoço e jantar, por haver diversos estudos a concluir que, tratando-se de perder peso, dietas pobres em glícidos são bem mais eficazes que dietas pobres em gorduras. «Não se pode comer pão, arroz, massa, batatas, feijão, grão, ervilhas, favas, lentilhas, milho, cuscuz, quinoa, soja, millet [milho-painço] e bulgur [uma variedade de trigo muito comum na cozinha libanesa e síria]», avisa. Na quarta já os hidratos de carbono vão sendo reintegrados ao almoço, três vezes por semana.

Ao fim dos 28 dias propostos, se tiver atingido o peso recomendado, poderá começar a introduzi-los todos os dias ao almoço, dando preferência aos integrais e às leguminosas. Tudo o resto nesta dieta se resume a variar os pratos (cada um mais delicioso que o anterior), não saltar refeições nem ficar horas sem comer, beber diariamente 8 copos de água (parece menos penoso contabilizando assim do que em litros) e gozar duas refeições livres por semana. Que Rita Rocha de Macedo aconselha vivamente a cumprir.

«Chega o fim de semana e fica difícil resistir, pois há mais encontros de família e amigos. Por outro lado são poucas as pessoas que conseguem estar muito tempo sem cometer um deslize, portanto quando se dá esta possibilidade, que evita sentimentos de culpa, a dieta funciona melhor e é cumprida por mais tempo.», diz.

Mãe de dois filhos, com uma casa para gerir, Rita constatou que as dificuldades financeiras facilmente descambam em desequilíbrios alimentares se não se souber contornar a questão – assistiu muitas vezes a isso durante a crise. Então dedicou-se a selecionar alimentos saudáveis e acessíveis, criou a página de Facebook Dieta da Crise e lançou-se a ajudar todos aqueles que procuravam perder peso sem perder a cabeça, partilhando dicas, receitas pouco calóricas, promoções em vigor nos supermercados e acompanhamento especializado.

«A experiência diz-me que a falta de um incentivo externo leva muitas vezes à desistência de quem faz dieta. Outro fator é a dificuldade de conciliá-la com vidas sobrecarregadas: como cozinhar tudo isto para emagrecer se mal temos tempo para engolir a primeira porcaria que encontramos na despensa?»

A estas pessoas que se interrogam, a autora deixa a planificação integral das quatro semanas (e não apenas da primeira), disponibiliza as listas de compras completas para cada uma (é só levar para o supermercado), todas as receitas para os 28 dias (devidamente testadas) e ainda truques para beber água e fazer exercício.

Uma coisa é certa: com tantos mitos e informação sobre dietas, já precisávamos de uma que fosse eficaz, descomplicada e ajustada ao dia-a-dia, de modo a eliminar peso sem perder a força de vontade. As indicações que lhe damos na nossa fotogaleria também vão ajudar.

dieta
A DIETA PRÁTICA
Rita Rocha de Macedo
Editorial Planeta
200 páginas
16,90 euros

Ana Pago
Fotografia: Shutterstock