Seis carros de sonho para conduzir sem capota

Os termómetros sobem, as noites aquecem e convidam. É tempo de tirar a capota e perdermo-nos numa estrada soalheira ao volante de um descapotável. Rui Pelejão, editor do site Motor24, sugere seis opções para seguir de cabelos ao vento e com o céu à vista.

6. AUDI A5 CABRIO

Acabadinha de estrear no mercado nacional, a nova geração do descapotável alemão propõe logo de entrada uma potente evolução do motor diesel do Grupo Volkswagen. Com 190 cv e caixa de dupla embraiagem, é simultaneamente confortável e desportivo, podendo andar com a cabota em baixo sem gastar muito combustível. Ideal para famílias, já que os bancos traseiros são mais espaçosos do que a maioria dos descapotáveis e a capacidade da bagageira não é sacrificada pelo mecanismo da capota de lona elétrica.

5. PORSCHE 718 BOXSTER

Não tem a elegância e o pedigree do 911 cabrio, mas é a forma mais barata de ter um Porsche descapotável. O 718 Boxster é a perfeita interpretação do espírito de um roadster – um descapotável de dois lugares, leve e ágil, com uma posição de condução bem perto da estrada, servido por um motor de 300 cv que oferece uma gama bem completa de sensações ao volante. O equilíbrio dinâmico e a impressionante capacidade de passar rápido em curva faz dele um autêntico desportivo onde todas as emoções estão à flor da pele.

4. RANGE ROVER EVOQUE CONVERTIBLE

Uma das propostas mais originais do mercado português. Combina a funcionalidade e liberdade de movimentos de um SUV cosmopolita com o apelo de um descapotável. A capota de lona de comando elétrico retira-se facilmente para dar lugar a um atraente carro de passeio, ideal para ir descobrir os parques naturais de Portugal, serpentear por uma marginal, ou apanhar o fresquinho de uma noite quente de verão no Algarve. O motor é um diesel de 150 cv, com energia e força suficiente para andar na estrada e fora dela. A capacidade da bagageira é o seu pior defeito.

3. MINI ONE CABRIO

O carismático e revivalista Mini tem também uma versão descapotável que alia o prazer de condução a um estilo inconfundível. O Mini cabrio tem quatro lugares, mas os dois traseiros são um pouco claustrofóbicos, a não ser quando se tira a capota de lona de comando elétrico. Desta forma, podemos serpentear por uma estrada costeira de cabelos ao vento a velocidades moderadas já que o motor a gasolina de 102 cv da versão One não permite grandes cavalarias.
O sistema de som é bom, ideal para ir a ouvir uma musiquinha dos Beatles. O preço também é convidativo já que é um dos descapotáveis mais baratos do mercado.

2. MERCEDES AMG-SLC

A Mercedes é um dos fabricantes que mais versões descapotáveis tem na sua gama, desde o C Cabrio até ao superlativo SL. Mas, para quem aprecia os prazeres de condução de cabelos ao vento com uma estrela no capô e ainda não assinou nenhum contrato milionário com um clube de futebol, a opção mais equilibrada é o Mercedes AMG-SLC, o sucessor do SLK. Trata-se de um biposto com capota de lona elétrica que impressiona pelo seu design elegante e dinâmico. O motor V6 biturbo de 367 cv, dá-lhe todo o fulgor e capacidade de resposta para uma condução divertida e envolvente. Na bagageira, apenas há espaço para malas de fim de semana.

1. FIAT 124 SPIDER

Este é um descapotável à moda antiga, mas com tecnologia moderna. Recorrendo à plataforma do consagrado Mazda Mx-5, este roadster italiano é inspirado no original Fiat 124 Spider da década de 60, cujas versões de ralis ficaram célebres em Portugal nas mãos do piloto Markku Alen. É um modelo leve e potente, com 140 cv para pouco mais de 1000 kg e um centro de gravidade baixo, ideal para explorar os limites em estradas de montanha numa tarde de domingo no verão. A versão Abarth 124 Spider a ser lançada este verão terá um motor mais potente e um chassis preparado para uma condução mais desportiva.
Preço: 28 000 euros

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.