OPINIÃO

Encontrar o ouro no meio do lixo

A poluição da baía de Guanabara é um dos assuntos mais polémicos em torno dos Jogos Olímpicos. O velejador João Rodrigues já lá está a treinar, no meio de «camadas de plásticos, aves e peixes mortos». Veja a galeria de imagens.

Pela baía de Guanabara vão passar os atletas olímpicos que irão competir nas provas de vela. Mas a água daquela baía está contaminada e imunda. A poluição é um dos maiores receios do velejador João Rodrigues, o português com mais presenças nos Jogos Olímpicos, que se prepara para chegar ao ouro…no meio do lixo.

A menos de dez dias do arranque dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a baía de Guanabara permanece imunda. Lá desaguam os resíduos domésticos provenientes das favelas, sem qualquer tratamento prévio. Para os velejadores que em breve estarão a cortar aquelas águas, a poluição é um problema. A probabilidade de se cortarem no lixo e contraírem alguma infeção é enorme, e João Rodrigues, o atleta português com mais presenças nos Jogos Olímpicos, não esconde esse receio.

Veja, na galeria, as imagens que mostram a extrema poluição da baía de Guanabara, e não perca, na próxima edição da NOTÍCIAS MAGAZINE (31 de julho), o artigo completo sobre o velejador madeirense.

Cátia Pereira Matos